Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acções norte-americanas iniciam a subir; Nasdaq avança 0,23% (act.)

As Bolsas norte-americanas iniciaram a sessão com ganhos animadas pelos dados favoráveis do emprego e por uma crescente convicção que a retoma económica está eminente. A HP ganhava 0,81% ajudando o Dow Jones a valorizar 0,1%. O Nasdaq subia 0,23%.

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 14 de Fevereiro de 2002 às 14:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
As Bolsas norte-americanas iniciaram a sessão com ganhos animadas pelos dados favoráveis do emprego e por uma crescente convicção que a retoma económica está eminente. A HP ganhava 0,81% ajudando o Dow Jones a valorizar 0,1%. O Nasdaq subia 0,23%.

A descida do desemprego semanal aliada à quebra nos «stocks» das empresas ajudou à abertura das Bolsas norte-americanas estando o Dow Jones a marcar os 9.999,57 pontos, enquanto o Nasdaq subia para os 1.863,47 pontos.

A recuperação poderá fazer aumentar os problemas da inflação e de acordo com Jack Guynn, presidente do Federal Reserve Bank de Atlanta, o ciclo de descida de juros encetado pela Reserva Federal em 2001 deverá agora começar a ser invertido.

A Hewlett-Packard (HP), segunda maior fabricante de computadores dos EUA, ganhava 0,81% para os 21,05 dólares (24,16 euros), após ter anunciado lucros trimestrais que superaram as expectativas dos analistas.

A Compaq Computer, que está num processo de fusão com a HP, ganhava 1,66% para os 11,59 dólares (13,3 euros).

As acções do banco J.P Morgan Chase, depois da queda de ontem de 3,94%, seguiam com a mesma tendência com mais uma desvalorização de 2,48% para os 29,50 dólares (33,8 euros). De acordo com o Wall Street Journal, o banco norte-americano é um dos mais expostos às dividas «não cobertas» da Tyco International.

Os títulos da Intuit subiam 3,56% para os 38,26 dólares (43,9 euros). O fabricante de software apresentou lucros no trimestre fiscal findo a 31 de Janeiro que superaram as expectativas do mercado.

A primeira no «ranking» de fabricantes de computadores pessoais, a Dell Computer, via as suas acções valorizarem 0,3% para os 27,43 dólares (31,49 euros), na expectativa dos resultados que serão apresentados após o fecho do mercado.

O fabricante de «chips» de memória Micron subia 0,3% para os 39,21 dólares (45 euros). A empresa está próxima de finalizar um acordo com vista à compra da unidade de «chips» de memória da coreana Hynix. Fontes do mercado contactadas pelas agências internacionais avançam com um preço de 4 mil milhões de dólares (4,59 mil milhões de euros).

A Brocade Communications Systems descia 3,44% para os 33,95 dólares (38,9 euros). A empresa que fabrica dispositivos de comunicação entre o computadores e os sistemas de armazenamento de dados, disse que as vendas no primeiro trimestre fiscal caíram 25% face ao homólogo de 2001.

Ver comentários
Outras Notícias