Bolsa BCP recupera, mas PSI-20 não escapa ao vermelho

BCP recupera, mas PSI-20 não escapa ao vermelho

A bolsa nacional abriu em baixa no arranque da semana, assim como as bolsas europeias. BCP continua em recuperação.
A carregar o vídeo ...
Tiago Varzim 30 de setembro de 2019 às 08:07

A bolsa nacional abriu esta segunda-feira, 30 de setembro, em baixa. O PSI-20 desce 0,42% para os 4.913,4 pontos com duas cotadas em alta, 13 em baixa e três inalteradas. Apesar desta queda, o saldo mensal continua a ser positivo (0,54%).

Uma das cotadas que tem estado em destaque nas últimas sessões é o BCP. O banco tem sofrido perdas significativas, mas recuperou no final da semana passada. Hoje os analistas da JP Capital Markets melhoraram a recomendação relativa ao BCP de "neutral" para "comprar". As ações estão a subir 0,16% para os 18,87 cêntimos, acumulando três subidas consecutivas. 

Já a EDP Renováveis anunciou ao mercado antes do arranque da sessão que conseguiu fechar um contrato para a venda de energia produzida por um projeto eólico de 100 MW no México. A cotada está a cair 1,91% para os 9,75 euros.


Nas descidas destacam-se ainda os CTT que desvalorizam 2,24% para os 2,01 euros, a Altri que desce 0,91% para os seis euros, a Galp Energia que perde 0,59% para os 13,59 euros e a Jerónimo Martins cede 0,29% para os 15,4 euros.

A travar uma descida mais expressiva do PSI-20 está, além do BCP, a subida das ações da Pharol que valorizam 3,12% para os 11,24 euros. 

Na Europa, a tendência é negativa numa altura em que se aguarda a confirmação de que a Organização Mundial do Comércio (OMC) vai dar 'luz verde' aos EUA para impor tarifas sobre a União Europeia por causa dos apoios públicos à francesa Airbus, o que poderá provocar uma retaliação por parte de Bruxelas.

"A intensificação da tensão entre os EUA e a China deverá pesar na abertura e reforçar a relevância de uma decisão da Organização Mundial do Comércio", antecipavam os analistas do BPI no diário de bolsa. 

O Stoxx 600, o índice que agrega as 600 principais cotadas europeias, abriu a desvalorizar 0,04% para os 391,64 pontos. Apesar desta queda, este índice acumula um ganho de 3,2% no mês de setembro.

(Notícia atualizada com mais informação às 8h16)




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI