Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Duas décadas de saídas de bolsa e (muito) poucas entradas

Os últimos anos foram particularmente difíceis para a bolsa portuguesa, que assistiu à saída de grandes empresas do mercado. Mas o movimento de retirada de bolsa recua ao início dos anos 2000, com a saída de bancos e empresas industriais, a maioria na sequência de OPA. Movimentos que não foram compensados com novas entradas. Os CTT protagonizaram a última grande estreia na praça lisboeta.

A bolsa portuguesa tem sido incapaz de atrair novas empresas para o mercado de capitais português.
Miguel Baltazar
Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 14 de Julho de 2021 às 13:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

Totta & Açores de saída após OPA
O Banco Totta & Açores foi o primeiro de uma leva de bancos a abandonar a bolsa portuguesa, na sequência de movimentos de concentração no setor. Cinco anos após ter comprado o banco português, em 1999, o Santander avanç

...

Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Saber mais bolsa Euronext saídas Brisa Cimpor BES EDPR Galp PSI-20 Sonae
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias