Bolsa EDP, Galp e Altri evitam uma queda mais pronunciada da bolsa

EDP, Galp e Altri evitam uma queda mais pronunciada da bolsa

O dia está a ser de quedas acentuadas nas bolsas europeias, com a guerra comercial a ditar perdas superiores a 1%. A queda da praça nacional é bastante inferior, tudo porque há três cotadas a subir.
EDP, Galp e Altri evitam uma queda mais pronunciada da bolsa
EPA
Sara Antunes 11 de julho de 2018 às 12:37

O PSI-20 cai 0,23% para 5.648,93 pontos, com 13 cotadas em queda, três em alta e duas inalteradas. Entre os principais congéneres europeus a tendência é de fortes quedas, com a maioria dos índices a descerem mais de 1%. O Stoxx600, que agrega as 600 maiores cotadas europeias, está a perder 1,12%.


A justificar este sentimento negativo está a guerra comercial, depois de os EUA terem definido uma nova lista de tarifas sobre importações chinesas avaliadas em 200 mil milhões de dólares, o que está a aumentar os receios em torno da guerra comercial.

 

Em Portugal a cor predominante também é o vermelho, mas com uma intensidade bastante menor, graças às subidas de apenas três cotadas: EDP, Galp e Altri.

 

A eléctrica liderada por António Mexia está a subir 0,63% para 12,615 euros, enquanto a petrolífera aprecia 0,23% para 17,305 euros. A Altri é a cotada que mais sobe, ao apreciar 1,78% para 9,13 euros, depois de já ter tocado num novo máximo histórico (9,31 euros).

 

De resto, tirando a Ramada e a Semapa, que seguem estáveis nos 8,95 euros e 22,80 euros, respectivamente, todas as cotadas caem.

 

E, nas quedas, destaque para a Mota-Engil, que está a perder 1,94% para 3,03 euros, depois de ontem ter anunciado uma parceria com o grupo nigeriano Shoreline para operar na Nigéria. Os projectos que estão sob o radar da Mota-Engil África podem valer entre 20 milhões e 1,5 mil milhões de euros, revelou o presidente da empresa, Manuel António Mota, numa entrevista à Bloomberg.

 

A Sonae SGPS também está a cair mais de 1% para 1,011 euros, enquanto a rival Jerónimo Martins cede 0,63% para 12,615 euros.

 

Em queda e a pressionar o índice está ainda o BCP, cujas acções estão a ceder 0,62% para 0,2558 euros.




pub