Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Energia pressiona Lisboa mas PSI arranca com avanço ligeiro

O principal índice português somava 0,07% nos primeiros minutos da negociação, com dez empresas com sinal verde, quatro a cair e uma inalterada.

A carregar o vídeo ...
Marta Velho martavelho@negocios.pt 24 de Janeiro de 2023 às 08:19
A bolsa de Lisboa arrancou a sessão de negociação desta terça-feira com uma ligeira subida. O PSI - que já na terça-feira tinha avançado perto de 1% - nos primeiros minutos da manhã somava 0,07% com dez cotadas com sinal verde, quatro a cair e uma inalterada face à cotação de fecho (Corticeira Amorim).

No pódio das quedas estão três empresas setor energético, o que tem maior representação no principal índice português. Com o maior recuo está a Greenvolt (-0,75%), seguida da Galp Energia (-0,58%) - numa altura em que o petróleo negoceia misto nos mercados internacionais, - e logo depois a EDP (-0,17%). A vermelho está ainda a Altri (-0,08%).

Em sentido inverso, a Mota-Engil lidera a tabela, com ganhos acima de 1% (1,03%). CTT (0,72%) e Nos (0,55%) surgem logo de seguida. O resto das empresas mostra avanços ligeiros, todos abaixo dos 0,50%: EDP Renováveis e REN (ambas a subir 0,39%), Semapa (0,33%), BCP (0,32%), Sonae (0,31%), Jerónimo Martins (0,20%) e Navigator (0,20%).

Lisboa acompanhou assim a tendência que se vive nas principais praças europeias, maioritariamente pintadas a verde no arranque da sessão desta terça-feira. Ainda assim, a praça portuguesa não conseguiu sustentar os ganhos e na primeira meia hora da negociação acabou por cair para terreno negativo.
Ver comentários
Saber mais PSI Corticeira Amorim Lisboa EDP Renováveis economia negócios e finanças mercado e câmbios bolsa macroeconomia mercado financeiro
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio