Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Erro no Nasdaq coloca Amazon, Microsoft e Apple com a mesma cotação: 123,47 dólares  

Os dados de um teste rotineiro efectuado pelo Nasdaq foram utilizados pelos clientes como sendo reais.     

Reuters
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 04 de Julho de 2017 às 10:56
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Qual a probabilidade de uma série de cotadas, incluindo diversas gigantes tecnológicas, apresentarem exactamente a mesma cotação? Quase zero, sobretudo quando as cotadas em causa negoceiam em bolsa a valores bem diferentes.

 

Mas, por breves instantes, foi isso que mostraram os terminais de cotações em Wall Street. No mercado after-hours (que funciona depois do fecho da sessão regular) as acções da  Amazon, Microsoft, Apple, Zynga, eBay e muitas outras tecnológicas cotavam todas nos 123,47 dólares. No total foram 16 as cotadas que apresentavam todas a mesma cotação.

 

Obviamente se percebeu rapidamente que só poderia ser um erro. Tendo em conta estas cotações, a Microsoft registava um tombo de 50%, a Zynga (produtora de jogos online) disparava mais de 3000% e valia mais que o Goldman Sachs e a Apple era avaliada em 3,4 biliões de dólares (acima dos actuais 751 mil milhões de dólares). A Alphabet e a Amazon desciam mais de 80%

 

O problema esteve aparentemente relacionado com testes efectuados na plataforma da bolsa tecnológica. De acordo com o Financial Times, é habitual as bolsas efectuarem testes com preços fictícios sendo que ontem o feed com estas cotações chegou aos clientes do Nasdaq, que as mostraram ao público. Segundo a Business Insider, aconteceu com a Bloomberg, Google Finance e Yahoo Finance.

 

Os clientes do Nasdaq e de outras bolsas por norma ignoram estas cotações de teste. Mas ontem a sessão foi mais curta que o habitual, com a negociação a terminar às 18:00 (hora de Lisboa), três horas mais cedo que o normal, o que terá então provocado este erro.

 

Segundo a Bloomberg, esta variação atípica nas cotações no after hours de ontem levou mesmo à suspensão automática de algumas cotadas afectadas. Contudo, não há relatos de que tenham sido efectuados negócios com estas cotações de teste.

 

O Nasdaq descarta responsabilidade neste erro, apontando o dedo aos clientes que lhe compram informação e a distribuem ao mercado. "O erro não foi do Nasdaq. Alguns clientes utilizaram dados de teste e apresentaram como se fossem cotações reais", afirmou operador bolsista.     

 

A bolsa tecnológica acrescentou que está a investigar "a utilização inapropriada destes dados distribuídos" através do serviço UTP ("unlisted trading privileges").

 

   
Ver comentários
Saber mais Alphabet Wall Street Amazon Microsoft Yahoo Finance Nasdaq Goldman Sachs Apple Google Finance UTP erro
Mais lidas
Outras Notícias