Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Juventus disparou 35% na bolsa com "efeito" Ronaldo

As acções do clube italiano dispararam mais de 5% na sessão desta terça-feira, em reacção à confirmação da transferência do português do Real Madrid para a Juventus.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 10 de Julho de 2018 às 17:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

A Juventus voltou a registar uma sessão positiva na bolsa de Milão, com as acções a fecharem o dia a ganhar 5,77% para 0,898 euros, reagindo ao anúncio oficial de que Ronaldo vai ser transferido do Real Madrid para o clube italiano.

 

Este desempenho positivo segue-se às fortes valorizações das acções da Juventus desde que a transferência de Ronaldo para o clube italiano começou a ganhar força e a ser notícia em toda a imprensa mundial.

 

Face à cotação da última sessão de Junho (0,661 euros no dia 29), as acções da Juventus já valorizaram 35,8%, sendo que desde então apenas na sessão de ontem fecharam em terreno negativo.

 


O clube está agora avaliado na bolsa em mais de 900 milhões de euros, o que pressupõe um ganho de 238 milhões de euros na capitalização bolsista no espaço de apenas sete sessões.

 

Este ganho é para os accionistas da Juventus e não para o clube, mas mais que duplica o valor que a Juventus aceitou pagar para ter o internacional português no seu plantel durante quatro anos (100 milhões de euros). E também supera o valor total se for tido em conta os 120 milhões de euros (líquidos) que Ronaldo vai receber pelos quatro anos de contrato (30 milhões de euros).

 

O investimento que a Juventus vai realizar na contratação de Cristiano Ronaldo será provavelmente recuperado na totalidade, e até mesmo superado, com o retorno que irá obter ao longo dos quatro anos de contrato com o melhor jogador do mundo, disse ao Negócios, na semana passada, o presidente do Instituto Português de Administração e Marketing (IPAM), Daniel Sá.

"Numa primeira análise, será um investimento que terá um retorno que o permita recuperar na totalidade, ou até mesmo gerar um saldo positivo", indicou o especialista em marketing. "A Juventus quando decidiu avançar para a contratação tinha por certo um plano de negócio. Até porque, dada a sua idade, esta deverá ser a última transferência de Cristiano Ronaldo", explicou. 

Ver comentários
Saber mais Juventus Real Madrid Cristiano Ronaldo IPAM Daniel Sá
Outras Notícias