Bolsa PSI-20 interrompe maior ciclo de subidas em 10 meses

PSI-20 interrompe maior ciclo de subidas em 10 meses

O PSI-20 interrompeu o ciclo de ganhos de sete sessões consecutivas, alinhando-se com as bolsas europeias no vermelho.
A carregar o vídeo ...
Tiago Varzim 04 de abril de 2019 às 16:40

O PSI-20 fechou esta quinta-feira, 4 de abril, com uma queda de 0,39% para os 5.317,22 pontos, colocando um ponto final no maior ciclo de ganhos desde junho do ano passado. As sete subidas consecutivas do PSI-20 até à sessão de ontem levaram o índice nacional a recuperar o valor que perdeu durante 2018. 

A prejudicar as bolsas europeias estiveram os dados negativos para a economia alemã. Os dados divulgados até ao momento têm sido maioritariamente negativos para a Alemanha: ainda hoje a leitura das encomendas às fábricas alemãs mostrou uma queda de 4,2% em fevereiro face ao mês anterior, num desempenho bem inferior ao estimado pelos economistas. 

Além disso, os cinco principais institutos alemães que fazem previsões para o PIB divulgaram uma nova estimativa por consenso em que o crescimento é ainda mais baixo do que o esperado (0,8%) em 2019. A confirmar-se este será o ritmo mais baixo desde 2013.

O Stoxx 600, o índice que agrega as 600 principais cotadas europeias, está a cair 0,35%, depois de acumular quatro sessões consecutivas de subidas que levou o índice para máximos de agosto. O setor das matérias-primas e o setor energético são os mais penalizados na sessão de hoje.

Já o setor da banca está em alta depois da notícia da Reuters de que o Commerzbank vai decidir a 9 de abril de continua as negociações com o Deutsche Bank para uma potencial fusão. Esta notícia animou o setor com as ações do banco alemão a subir quase 3%. O BCP também beneficiou, escapando às perdas com uma subida de 0,21% para os 23,99 cêntimos. 

Em Lisboa, a maior parte das cotadas (12) fechou em terreno negativo, com apenas seis cotadas a fechar em alta. As quedas são lideradas pelo setor do papel, em particular da Altri, e da Galp Energia numa altura em que o petróleo está a desvalorizar por causa do aumento das reservas de crude nos Estados Unidos. 
A Altri desvalorizou 1,58% para os 7,175 euros e tanto a Semapa como a Navigator, cotadas do setor do papel, encerraram em baixa. Já a Galp Energia caiu 0,87% para os 14,22 euros. 

Seguem-se ainda as quedas da Jerónimo Martins de 0,51% para os 13,54 euros, da EDP de 0,56% para os 3,53 euros e ainda os CTT de 1,73% para os 2,614 euros. 

Fora do PSI-20, o destaque vai para a subida de 4,79% para os 30,6 cêntimos da Impresa. A cotada está a valorizar há quatro sessões consecutivas, depois de ter sido revelado que a SIC, a estação de televisão do grupo, reforçou a vantagem nas audiências em março perante a TVI, estação que perdeu a liderança de anos em fevereiro. 

(Notícia atualizada às 16h48 com mais informação)




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI