A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PSI-20 regressa ao vermelho com grupo EDP e BCP a pressionar

Depois de ter terminado a semana a subir, a bolsa nacional regressou às quedas na sessão desta segunda-feira, sobretudo penalizada pelas perdas registadas pelo grupo EDP e pelo BCP.

A carregar o vídeo ...
David Santiago dsantiago@negocios.pt 23 de Março de 2020 às 16:44
  • Assine já 1€/1 mês
  • 10
  • ...
O índice PSI-20 encerrou a sessão desta segunda-feira, 23 de março, a perder 1,91% para 3.600 pontos, com 16 cotadas em queda e duas em alta. É assim o regresso às perdas depois de a bolsa nacional ter encerrado a sessão de sexta-feira em alta.

Apesar desta queda, a praça lisboeta conseguiu recuperar parte das perdas registadas durante esta manhã e que atiraram o principal índice nacional para a cotação mais baixa desde 1993.

Num dia em que a generalidade das bolsas europeias também transacionou em terreno negativo, a bolsa lisboeta acabou por perder menos valor do que se observou no velho continente.

O crescente número de casos de infeção e de mortes pelo novo coronavírus continua a causar apreensão nos mercados devido à incerteza do real impacto económico do surto.

Esta segunda-feira, a Reserva Federal dos Estados Unidos anunciou que vai pôr no terreno um novo programa de compra de ativos (quantitative easing) "sem limites", o que se refletiu em quedas mais moderadas tanto em Wall Street como na Europa.

No entanto, a incapacidade do Congresso para chegar a acordo sobre o pacote de estímulos à economia de 2 biliões de dólares pretendido pela Casa Branca penaliza a confiança dos investidores, que temem uma resposta aquém das expectativas por parte da maior economia mundial.

A exemplo do sucedido nas últimas sessões, o grupo EDP foi o que mais contribuiu para determinar o rumo do PSI-20. A EDP Renováveis perdeu 4,72% para 8,89 euros, a EDP caiu 1,54% para 3,136 euros e a REN recuou 0,90% para 1992 euros. As perdas destas três empresas aconteceram no mesmo dia em que o Goldman Sachs cortou o preço-alvo atribuída às suas ações, sendo que o banco norte-americano retirou mesmo a elétrica liderada por António Mexia da sua lista de ações favoritas.

Nota negativa ainda para o BCP que terminou o dia a recuar 2,33% para 0,1006 euros.

O setor do papel também registou quebras expressivas: a Semapa desvalorizou 4,31% para 7,10 euros, a Navigator resvalou 3,85% para 1,923 euros e a Altri deslizou 2,02% para 3,10 euros.

A Jerónimo Martins (-1,81% para 14,68 euros) e a Nos (-2,22% para 3 euros) também estiveram em destaque pela negativa.

Já a Galp Energia e a Sonae protagonizaram as únicas exceções às quedas que predominaram no índice lisboeta. A petrolífera somou 0,68% para 8,30 euros e a retalhista avançou 1,29% para 0,5515 euros.

(Notícia atualizada)
Ver comentários
Saber mais Bolsa Nacional PSI-20 EDP EDP Renováveis BCP Altri Semapa Nos Sonae Navigator Jerónimo Martins Galp Energia REN
Mais lidas
Outras Notícias