Bolsa Reagrupamento de acções da Vista Alegre tem início a 17 de Setembro

Reagrupamento de acções da Vista Alegre tem início a 17 de Setembro

A Vista Alegre confirmou esta segunda-feira a data de 17 de Setembro para o início do reagrupamento das suas acções, que implicará que cada dez acções passem a ser apenas uma.
Reagrupamento de acções da Vista Alegre tem início a 17 de Setembro
Pedro Elias/Negócios
Negócios 10 de setembro de 2018 às 21:12

A Vista Alegre anunciou esta segunda-feira, 10 de Setembro, que o reagrupamento de acções (reverse stock split) vai mesmo concretizar-se a partir do próximo dia 17 de Setembro.

 

No passado dia 29 de Agosto foi aprovado, em assembleia-geral de accionistas, o reagrupamento de acções e a empresa disse que em princípio esse reverse stock split seria efectivado a 17 de Setembro. Hoje, confirmou essa data.

 

Assim, a partir da próxima segunda-feira, cada dez acções serão apenas uma, refere a empresa em comunicado emitido à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

 

Na sequência daquela deliberação, "a Vista Alegre informa que se vai proceder ao reagrupamento das 1.524.091.460 acções, sendo o mesmo efectuado sem que seja interrompida a negociação em bolsa das acções. Deste modo, as actuais acções da Vista Alegre, com o código ISIN PTVAA0AE0001, serão negociadas em bolsa até ao dia 14 de Setembro de 2018, inclusive. A negociação em bolsa das acções com o novo código ISIN PTVAA0AM0019 terá início no dia 17 de setembro de 2018, data de produção de efeitos do reagrupamento das ações", acrescenta.

 

Recorde-se que na assembleia-geral extraordinária de 29 de Agosto foi aprovado "proceder ao reagrupamento sem redução do capital social (…) das 1.524.091.460 acções representativas do capital social da Vista Alegre, mediante a aplicação de um coeficiente de reagrupamento de 1:10, correspondendo a cada 10 (dez) acções actualmente detidas pelos accionistas na data de produção de efeitos do reagrupamento, 1 (uma) nova acção".

 

A empresa detalhou ainda, nessa altura, que a cada accionista serão alocadas acções na quantidade correspondente à divisão do número de acções de que é titular na data de produção de efeitos do reagrupamento pelo coeficiente 1:10, com arredondamento por excesso para o número inteiro mais próximo, com excepção da Visabeira à qual serão atribuídas as novas acções remanescentes após a alocação aos demais accionistas.

 

O reagrupamento dos títulos foi proposto pela empresa, que justificou a medida com o elevado número de acções representativas do capital social da Vista Alegre, que leva a que qualquer pequena alteração na cotação signifique, em termos percentuais, variações significativas. 

 

Além do reagrupamento, foi deliberado a Vista Alegre aceitar a doação da Visabeira de 3 acções representativas do capital social, por forma a que o número total de acções seja um múltiplo de 10 (1.524.091.460 acções). 




Saber mais e Alertas
pub