Bolsa Setor energético pressiona PSI-20. Bolsa há três sessões em queda

Setor energético pressiona PSI-20. Bolsa há três sessões em queda

A multa da EDP está a pressionar as ações. Também a Galp Energia segue em baixa. Ambas pressionam o PSI-20 que abriu em queda.
Setor energético pressiona PSI-20. Bolsa há três sessões em queda
Pedro Catarino/CM
Tiago Varzim 19 de setembro de 2019 às 08:09
A bolsa nacional abriu esta quinta-feira, 19 de setembro, em terreno negativo ao ser pressionada pelo setor energético. O PSI-20 cede 0,26% para os 4.978,79 pontos, acumulando três sessões de quedas consecutivas. Na Europa, as bolsas abriram sem rumo definido.

A nível internacional, os investidores digerem hoje a decisão da Reserva Federal de baixar os juros diretores em 25 pontos base para o intervalo entre 1,75% e 2%. O presidente da Fed, Jerome Powell, admitiu na conferência de imprensa que pode ir mais longe caso seja necessário para estimular a economia norte-americana, o que deu gás às bolsas a nível mundial.

Contudo, a perspetiva de que a evolução da economia seja ainda pior do que o anteriormente esperado. "Não há uma narrativa coesa", comenta a analista da JPMorgan, Hannah Anderson, à Bloomberg, referindo aos sinais mistos que os investidores continuam a receber sobre o futuro.

No Japão, durante a madrugada, o Banco do Japão decidiu manter as taxas inalteradas, não seguindo os passos dados pelo Banco Central Europeu (BCE) na semana passada e a Fed ontem. Em reação, o iene registou a maior subida em quatro semanas face ao dólar. Hoje será a vez do Banco de Inglaterra reunir-se para decidir o rumo da política monetária numa altura em que persiste a incerteza face ao Brexit.

Em Lisboa, entre as cotadas do PSI-20, o destaque vai para a EDP que ontem foi alvo de uma multa de 48 milhões de euros por parte da Autoridade da Concorrência por abuso de posição dominante através das centrais em regime de CMEC. As ações abriram a descer 0,26% para os 3,486 euros, mas há uma outra notícia que poderá estar a influenciar a cotada: ontem a Bloomberg noticiou que uma empresa austríaca está a considerar comprar os ativos de energia hidroelétrica que a EDP está a vender.

Também a Galp Energia segue em baixa com as ações a desvalorizar 0,44% para os 13,645 euros. No setor da banca, o BCP desce 0,15% para os 19,97 cêntimos. 

A travar maiores perdas estão cotadas como a Altri, a REN e a Sonae. A Altri sobe 0,33% para os 6,15 euros, a REN valoriza 0,86% para os 2,52 euros e a Sonae avança 0,3% para os 84,75 euros.

Fora do PSI-20, nota para as ações do Benfica que estão inalteradas nos 2,83 euros após a cotada ter revelado ontem que fechou a época 2018/2019 com lucros de 29,4 milhões de euros, uma subida de mais de 42%, e que as receitas cresceram 27,7% para um recorde absoluto de 263,3 milhões.

(Notícia atualizada às 8h15 com mais informação)



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI