Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wall Street ignora subida de impostos e renova recordes

Nem mesmo a anunciada subida de impostos sobre as empresas decidida pela Administração Biden esfriou o entusiasmo em Wall Street. O Dow Jones e o S&P 500 renovaram recordes e o Nasdaq também viveu um dia de ganhos.

Reuters
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 05 de Abril de 2021 às 21:19
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
O Dow Jones terminou o dia num novo máximo histórico ao ganhar 1,13%, para os 33.527,19 pontos. Durante a sessão, o índice das "blue chips" tocou os 33.617,95 pontos, um recorde intradiário.

Também o S&P 500 festejou um máximo de sempre com uma subida de 1,44%, para fechar nos 4.077,91 pontos. O índice alargado tocou mesmo os 4.083,42 pontos, o valor mais elevado da sua história.

Sem recorde mas com um dia igualmente bem positivo esteve o Nasdaq Composite. O índice tecnológico avançou 1,67%, encerrando nos 13.705,59 pontos. O seu máximo histórico de fecho foi atingido a 12 de fevereiro, nos 14.095,47 pontos, enquanto o recorde de intraday é de 16 de fevereiro último, nos 14.175,12 pontos.

Mesmo com a anunciada subida de impostos defendida pela Casa Branca, os investidores continuam animados e foram as grandes tecnológicas - que serão as mais penalizadas pela proposta da administração Biden - a impulsionar os mercados.

O Facebook fixou um novo máximo histórico ao subir 3,43%, para os 308,91 dólares. Também a Microsoft avançou 2,77%, para um recorde de 249,07 dólares, e a Alphabet, casa-mãe da Google, fixou igualmente um novo máximo absoluto ao ganhar 4,19%, para os 2.218,96 dólares.

A Amazon valorizou 2,08%, a Apple ganhou 2,36% e a Tesla subiu 4,43%, após revelar que as entregas globais de automóveis no primeiro trimestre superaram as estimativas dos analistas.
Ver comentários
Outras Notícias