Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petrolíferas nunca deram tanto em dividendos

As petrolíferas atingiram, no terceiro trimestre do ano, o valor mais elevado de sempre na remuneração acionista. Segundo um estudo da Janus Henderson, graças a este impulso, os investidores poderão contar com um aumento de 8,3% na remuneração acionista em 2022, face ao ano anterior.

Ao nível global, em 2022 espera-se um aumento homólogo de 8,3% para os 1,56 biliões de dólares e um aumento subjacente de 8,9% em relação ao período homólogo.
Ao nível global, em 2022 espera-se um aumento homólogo de 8,3% para os 1,56 biliões de dólares e um aumento subjacente de 8,9% em relação ao período homólogo. Victor Ruiz Garcia /Reuters
Mariana Ferreira Azevedo 16 de Novembro de 2022 às 07:00
  • Partilhar artigo
  • ...

Os investidores globais podem ir já preparando os bolsos para um aumento expressivo dos dividendos no acumulado do ano. Segundo as previsões do estudo da Janus Henderson, os dividendos poderão aumentar mais de 8% em termos homólogos. O principal impulso será dado pelas petrolíferas, que no terceiro trimestre distribuíram um recorde de dividendos extraordinários.

...

Ver comentários
Saber mais Janus Henderson China
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Outras Notícias