Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Esta quarta-feira os CTT apresentam as suas contas de 2018. Já a Sonae Indústria estará a reagir ao anúncio de que o fecho de uma fábrica na Alemanha comporta um custo de oito milhões de euros. Destaque ainda para a emissão de dívida de curto prazo pelo IGCP e para as atas da Fed.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Negócios 20 de fevereiro de 2019 às 07:30
CTT reportam contas de 2018

Prossegue a bom ritmo a apresentação de resultados um pouco por todo o mundo. Hoje, por cá, o destaque vai para os CTT, que divulgam após o fecho da bolsa nacional os números do quarto trimestre e do conjunto de 2018. Deve ser dada também alguma indicação sobre a política de dividendos.

 

Lá fora, destaque para a Samsung, que apresenta em São Francisco (EUA) os mais recentes Galaxy S10. Não se espera surpresas, pois já houve fugas de informação sobre as grandes novidades.

 

Fecho de fábrica na Alemanha custa 8 milhões à Sonae Indústria

A Sonae Indústria emitiu um comunicado onde prepara os investidores para uma quebra dos seus resultados no ano passado. Em causa estão dois fatores: o fecho de uma fábrica na Alemanha, cujo custo ascende a 8 milhões, e uma "menor rentabilidade operacional" da Tafisa.

 

O anúncio foi feito depois do fecho da bolsa nacional, pelo que as ações estarão a reagir na sessão desta quarta-feira.

 

Portugal volta à dívida de curto prazo

Depois de na semana passada ter emitido dívida a 10 e a 15 anos, tendo mesmo conseguido a taxa de juro mais baixa de sempre na primeira operação, Portugal regressa esta semana à dívida de curto prazo. A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) agendou um duplo leilão de bilhetes do Tesouro para a próxima quarta-feira, com o objetivo de angariar entre mil e 1,25 mil milhões de euros.

 

"O IGCP, vai realizar no próximo dia 20 de fevereiro pelas 10:30 horas dois leilões das linhas de BT com maturidades em 17 de maio de 2019 e 17 de janeiro de 2020", referia uma nota da agência que gere a dívida pública nacional.

 

Fed publica atas da última reunião

Esta quarta-feira será ainda marcada pela publicação das atas da última reunião de política monetária da Reserva Federal, realizada no final de janeiro.

 

No encontro do mês passado, o banco central dos Estados Unidos decidiu, sem surpresas, manter os juros diretores no atual intervalo entre 2,25% e 2,5%. Mas mudou substancialmente a linguagem do seu discurso. Não só não disse quantas vezes prevê mexer nos juros este ano, como também abriu a porta a que a próxima mexida possa ser para cima ou para baixo.

 

Progressos do Brexit em discussão

Uma semana antes de terminar o prazo para que o acordo da saída do Reino Unido seja aprovado no parlamento britânico, sob pena de a Câmara dos Comuns poder reiniciar a partir do zero o debate de uma solução para o Brexit, os responsáveis diplomáticos da União Europeia discutem os progressos das negociações, em Bruxelas.

 




Marketing Automation certified by E-GOI