Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Os investidores vão refletir nas bolsas europeias e asiáticas as novidades da Fed, num dia em que Banco do Japão e Banco de Inglaterra terminam as suas reuniões e vão revelar ao mundo as suas decisões e previsões.

newsletter cinco coisas
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 20 de Junho de 2019 às 07:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Fed abre a porta à descida de juros

Os investidores ansiavam por ouvir os responsáveis da Reserva Federal (Fed) dos EUA assumirem abertura para descer os juros. E foi o que ouviram na quarta-feira. O presidente da Fed, Jerome Powell, admitiu que, pela primeira vez, os dados apontam para um cenário de descida de juros. E ainda que não tenha havido qualquer compromisso sobre a questão, certo é que a Fed reiterou a sua posição de suporte da economia. E isso agradou os investidores, que elevaram as bolsas americanas. 

 

S&P500 em máximos?

A subida desta quarta-feira diminuiu mais a distância de um novo máximo histórico do S&P50. Se no dia anterior lhe faltava pouco mais de 1% para superar o valor mais elevado de sempre, atingido em maio, agora está ainda mais próximo. O máximo histórico do S&P500 foi atingido no dia 1 de maio ao transacionar nos 2.954,13 pontos. A distância resume-se a pouco mais de 24,6 pontos.

 

Reuniões do Banco de Inglaterra e do Banco do Japão

Esta quinta-feira será ainda marcada pela reunião de outros dois bancos centrais. O Banco de Japão e o Banco de Inglaterra concluem as suas reuniões de política monetária. E ainda que não se prevejam mudanças de políticas, os investidores estarão atentos às indicações que serão deixadas pelos responsáveis máximos. No caso do Banco do Japão a previsão é que a taxa de referência seja mantida em -0,1%. Já o Banco de Inglaterra deverá manter o preço do dinheiro em 0,75%.

 

Facebook e a sua cripotmoeda

O Facebook está a sentir alguma resistência sobre o seu plano para lançar uma criptomoeda, a Libra, o que não tem ajudado as ações. Reguladores e políticos parecem estar apreensivos em relação a este lançamento. E, como tal, o comité de banca do Senado dos EUA vai realizar uma audição no dia 16 de julho com o objetivo de escrutinar o projeto, nomeadamente no respeita à segurança e privacidade.

 

Teixeira Duarte em mínimos históricos

A Teixeira Duarte tem estado sob pressão em bolsa, ainda que não haja notícias que justifiquem a tendência negativa. Ainda assim, só na última sessão, a construtora perdeu mais de 6%, tendo chegado a afundar mais de 9%, tocando no valor mais baixo de sempre. Atualmente a empresa tem um valor de mercado de 41,9 milhões de euros, apenas 10% do seu valor em 2010, quando esta cotada entrou em bolsa - substituindo a Teixeira Duarte Engenharia no âmbito de uma reestruturação. No dia 17 de agosto de 2010 a capitalização bolsista da Teixeira Duarte era de 418,55 milhões de euros.

 

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias