Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BdP instaurou menos contra-ordenações em 2016

O Banco de Portugal instaurou 155 processos de contraordenação em 2016, menos que no ano anterior.

Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 10 de Maio de 2017 às 14:11
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O número de processos de contra-ordenação instaurados pelo Banco de Portugal em 2016 baixou face ao ano anterior. Segundo o relatório de supervisão comportamental divulgado esta quarta-feira pelo regulador, a maioria destes processos foi justificado por "incorrecções das comunicações efectuadas pelas instituições em nome dos seus clientes à Central de Responsabilidades de Crédito".


O Banco de Portugal instaurou 155 processos de contra-ordenação contra 29 instituições no último ano, um número que compara com os 215 processos abertos pelo regulador um ano antes. De acordo com o regulador, 90% destes processos resultaram da análise das reclamações realizadas pelos clientes ao longo do ano, "estando envolvidas nestes processos 208 reclamações", refere o Relatório de Supervisão Comportamental relativo a 2016.


"Destaca-se o acréscimo de processos de contra-ordenação relativos às incorrecções das comunicações efectuadas pelas instituições em nome dos seus clientes à Central de Responsabilidades de Crédito", adianta o mesmo documento. Estas situações foram responsáveis por 43 processos de contra-ordenação.


Na lista das matérias que levaram o BdP a agir seguem-se os depósitos bancários, com 42 processos, e o crédito aos consumidores, com 32 contra-ordenações.

Ver comentários
Saber mais Banco de Portugal relatório de supervisão comportamental bancos cliente bancário reclamações contraordenações
Mais lidas
Outras Notícias