Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Dono da Agriloja estreia-se na bolsa com 15 milhões em obrigações e paga "spread" de 2,25%

O grupo português Agris, que emprega 500 pessoas e fechou 2021 com uma faturação consolidada de 82,4 milhões de euros, opera também na distribuição especializada (Agripro e Agritorres), e tecnologias de informação e de comunicação (Xplor).

Rui Neves ruineves@negocios.pt 16 de Maio de 2022 às 11:19

O grupo Agris, dono da rede de lojas Agriloja, estreou-se na Euronext Lisboa através de uma emissão de obrigações no montante de 15 milhões de euros.

 

"O prazo da emissão das obrigações do grupo Agris é de quatro anos e meio e estão permitidos os reembolsos parciais a partir da primeira data de pagamento de juros. Já a taxa de juro da emissão é indexada à Euribor seis meses, acrescida de um ‘spread’ de 2,25%", avança a sociedade de advocacia PRA – Raposo, Sá Miranda & Associados, que assessorou operação, em comunicado.

 

Fundado em 1985, o grupo Agris, que tinha como objetivo fundacional o comércio de produtos para a agricultura, tem vindo a alargar o seu mapa de atuação a atividades complementares e de apoio a esse negócio, tendo evoluído para um modelo de venda em livre-serviço, através das lojas Agriloja, que fechou 2021 com 31 unidades, contando atualmente com 33 com a abertura, nesta semana, de uma nova loja em Águeda.

 

O grupo Agris opera também nos setores da distribuição especializada (Agripro e Agritorres) e, mais recentemente, nas tecnologias de informação e de comunicação (Xplor). 

 

Com um efetivo de cerca de 500 trabalhadores, o grupo Agris fechou 2021 com uma faturação consolidada da ordem dos 82,5 milhões de euros.

 

Ver comentários
Saber mais agris agriloja obrigações agripro agritorres xplor pra
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio