Fundos de investimento Veiga Sarmento sobre reforma da supervisão: "Decidiu construir-se sobre o velho"

Veiga Sarmento sobre reforma da supervisão: "Decidiu construir-se sobre o velho"

José Veiga Sarmento defende que a reforma da supervisão não resolve os problemas que resultaram na crise de confiança nos reguladores. Para o presidente da APFIPP, a solução passaria por um órgão de supervisão único.
A carregar o vídeo ...
Patrícia Abreu 30 de março de 2019 às 21:00
José Veiga Sarmento acredita que o governo poderia ter ido mais longe na reforma da supervisão. Para o presidente da Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Património (APFIPP), faltou ambição ao Executivo. E defende que a melhor solução seria a criação de um órgão de supervisão único.

"Era a oportunidade, numa situação nova, de encarar o tema da reforma da supervisão de uma forma mais aberta e mais construtiva. Não creio que foi isso que tenha acontecido", realça José Veiga Sarmento, na Conversa Capital, espaço de entrevista conjunto do Negócios e Antena 1. O responsável argumenta que "o que se decidiu foi construir sobre o velho e considerar acrescentar estruturas e custos a uma estrutura que necessitava de uma reformulação maior".

Para o presidente da APFIPP, a melhor solução seria a criação de um órgão de supervisão único. "Uma entidade única é uma prática que vemos em muitos outros países e tem razão de ser" e é "o que devia ter acontecido".



pub

Marketing Automation certified by E-GOI