Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Procura por refúgio leva ouro a máximos de um mês

Com os receios de Brexit a provocarem quedas de quase 2% nas principais bolsas europeias, os investidores procuram activos percepcionados como refúgio.

Bloomberg
Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 13 de Junho de 2016 às 14:49

As sondagens conhecidas nos últimos dias apontam para a possibilidade crescente de uma vitória do "sim" no referendo do Reino Unido à saída da União Europeia. Os receios em torno deste desfecho ditam quedas em torno de 2% nas principais bolsas europeias e levam a volatilidade para máximos de três meses. Com a tensão nos mercados em alta, os activos de refúgio são beneficiados. É o caso do ouro que negoceia em máximos de um mês.


O VIX, índice que mede a volatilidade, atingiu, esta segunda-feira, o valor mais elevado desde 9 de Março. A subida da tensão nos mercados está a ser provocada pelas preocupações em torno de uma saída do Reino Unido da União Europeia. Em consequência da aversão aos activos de risco, ganham os activos de refúgio.


O ouro completa, esta segunda-feira, a quarta sessão consecutiva de ganhos. O metal soma 0,79% para os 1.284,26 dólares por onça, depois de ter chegado a atingir os 1.287,31 dólares que representa o valor mais elevado desde meados de Maio. "Os preços vão continuar bem suportados até pelo menos o referendo e os dados sobre a criação de emprego nos Estados Unidos a 1 de Julho", explicou à Bloomberg Simona Gambarini, economista na Capital Economics.


Esta semana será ainda marcada pela reunião da Reserva Federal, que termina na próxima quarta-feira. Se no final de Maio os futuros atribuíam uma probabilidade de 24% de subida dos juros, actualmente esta probabilidade é de zero depois de os dados da criação de emprego terem ficado aquém do esperado.

 

Reflexo da procura de refúgio é também o iene que ganha terreno face a todas as 16 principais moedas negociadas. E regista a maior subida numa semana face ao dólar, enquanto está em máximos de mais de três anos face ao euro. O iene soma 0,66% para os 0,83644 euros.

Ver comentários
Saber mais Reino Unido União Europeia Reserva Federal referendo juros ouro iene volatilidade
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio