Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Abertura dos mercados: Bolsas e juros sobem. Dólar e petróleo descem

As bolsas europeias estão ao subir pela terceira sessão consecutiva, depois de terem sido divulgados os dados do PIB da China. Já o petróleo e o dólar estão a negociar em queda, enquanto os juros da dívida na Europa registam subidas ligeiras.

Bloomberg
Rita Faria afaria@negocios.pt 19 de Outubro de 2015 às 08:33
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Os mercados em números
PSI-20 ganha 0,52% para 5.416,64 pontos

Stoxx 600 sobe 0,1% para 363,51 pontos

Nikkei desvalorizou 0,88% para 18.131,23 pontos

Juros da dívida portuguesa a 10 anos avançam 1 ponto base para 2,446%

Dólar recua 0,23% para 0,8793 euros

Petróleo em Londres cai 0,57% para 50,17 dólares

Bolsas europeias ganham pela terceira sessão

As bolsas europeias estão a negociar em alta esta segunda-feira, 19 de Outubro, pela terceira sessão consecutiva, numa altura em que os investidores estão a analisar os dados sobre o crescimento da economia chinesa. Esta manhã foi divulgado que o PIB da segunda maior economia mundial cresceu 6,9% no terceiro trimestre, superando as estimativas. Contudo, foi a expansão mais lenta do PIB em mais de cinco anos.

O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, avança 0,1% para 363,51 pontos.

Na bolsa nacional, o PSI-20 ganha 0,52% para 5.416,64 pontos, impulsionado, sobretudo, pelo BCP e pela Jerónimo Martins. O banco liderado por Nuno Amado valoriza 1,05% para 5,8 cêntimos enquanto a retalhista avança 0,76% para 12,675 euros.

Juros sobem na generalidade dos países europeus

Os juros da dívida da generalidade dos países europeus estão a registar subidas ligeiras esta segunda-feira. Em Portugal, a ‘yield’ associada às obrigações a 10 anos avança 1 ponto-base para 2,446%.

Como a subida dos juros na Alemanha é mais acentuada do que em Portugal – a yield associada à dívida germânica (bunds) a dez anos sobe 2,6 pontos-base para 0,573% - a percepção de risco de Portugal está a descer. Quer isto dizer que o prémio de risco que os investidores estão a exigir para comprar dívida portuguesa em detrimento da alemã (o chamado "spread") está mais baixo, recuando para 186,8 pontos. 


Dólar em queda pela primeira vez em três sessões

A divisa norte-americana está a cair pela primeira vez em três sessões, depois de ter sido divulgado que a economia chinesa cresceu 6,9% no terceiro trimestre deste ano. Apesar de ter superado as estimativas dos economistas, que apontavam para uma subida de 6,8%, este foi o ritmo de crescimento do PIB mais lento desde o primeiro trimestre de 2009.

O dólar recua 0,23% para 0,8793 euros.

Petróleo desce com abrandamento da produção industrial na China

O petróleo está a negociar em queda nos mercados internacionais, pressionado pelo abrandamento do crescimento da produção industrial na China, o segundo maior consumidor mundial de petróleo.

Segundo os dados divulgados esta segunda-feira, 19 de Outubro, a produção industrial na China cresceu 5,7% em Setembro, face ao mesmo mês de 2014, quando os economistas antecipavam um avanço de 6%.

O West Texas Intermediate (WTI), negociado em Nova Iorque, desce 0,63% para 46,96 dólares, enquanto o Brent, transaccionado em Londres, cai 0,57% para 50,17 dólares.

Cobre perde mais de 0,5%

O cobre está a negociar em queda, pressionado pelo abrandamento da economia chinesa, o maior consumidor mundial deste metal.

O abrandamento da segunda maior economia do mundo é responsável por uma queda acumulada do cobre de 17% desde o início do ano. Nesta altura, o metal utilizado em cabos e geradores desce 0,6% para 5.254 dólares por tonelada métrica.

Destaques do dia 
Economia chinesa cresce acima do previsto no terceiro trimestre. O crescimento da China no terceiro trimestre foi melhor do que o que estava a ser antecipado pelos economistas. O sector dos serviços foi determinante. Ainda assim o ritmo de expansão foi o menor desde 2009.

Combustíveis simples trouxeram mais poupança ao gasóleo que à gasolina. Os combustíveis sem aditivos permitiram, desde o arranque, uma poupança média de 2,6 cêntimos por litro, com mais expressão no "diesel". Uma poupança face aos "normais" que continua a aumentar. 

BCE revê política monetária numa semana ameaçada pela China. Uma maior actuação do BCE volta a estar em cima da mesa. A instituição monetária reúne-se na quinta-feira, mas os analistas prevêem que tudo ficará na mesma. Isto numa semana que arranca com o PIB da China. Janet Yellen e Mark Carney também estarão no centro das atenções.

Citi desce preço-alvo da EDP Renováveis de 6,80 para 6,45 euros. Os analistas do Citi baixaram o preço-alvo da EDP Renováveis de 6,80 para 6,45 euros e a recomendação de "comprar" para "neutral". Contudo, o Citi destaca a capacidade da cotada para "criar valor através do desenvolvimento de novos projectos".

Cavaco tem a chave para resolver semana decisiva. António Costa ainda tem as portas abertas para um acordo à direita, mas o clima azedou este fim-de-semana. À esquerda, o PCP parece indisponível para um acordo. Cavaco Silva vai ouvir os partidos e no final da semana deve decidir quem governa.

Passos convida PS a negociar e a entrar no Governo. É a resposta de Pedro Passos Coelho à carta do PS de sexta-feira. O líder da coligação convida António Costa a entregar uma "contraproposta objectiva" admitindo a integração dos socialistas no Governo.

O que vai acontecer hoje

China e Reino Unido. O Presidente chinês, Xi Jinping, visita o Reino Unido, tendo encontros agendados com a Rainha Elizabete II, o primeiro-ministro David Cameron e o ministro das Finanças George Osborne.

  1. Resultados. Morgan Stanley e IBM divulgam resultados do terceiro trimestre.

  1. INE. Índices de preços na produção industrial, relativos a Setembro; Síntese económica de conjuntura, relativa a Setembro.

Canadá. Abrem as urnas nas eleições federais canadianas, que poderão dar ao actual primeiro-ministro conservador, Stephen Harper, um inédito quarto mandato. As primeiras sondagens só serão conhecidas às 3:30 de terça-feira, hora de Lisboa.

Ver comentários
Saber mais abertura dos mercados bolsas dólar euro petróleo cobre China Europa PSI-20 câmbios mercados num minuto
Outras Notícias