Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

IGCP quer comprar parte da emissão em dólares com maturidade em 2024

O IGCP vai, estar terça-feira, fazer um leilão para comprar dívida emitida em 2014 em dólares. Não revelou o montante que pretende comprar.

O instituto liderado por Cristina Casalinho tem conseguido reduzir o custo médio da dívida portuguesa, nos últimos anos.
Miguel Baltazar
Alexandra Machado amachado@negocios.pt 12 de Julho de 2021 às 13:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
O IGCP vai realizar esta terça-feira, 13 de julho, um leilão reverso para a compra parcial das obrigações emitidas em julho de 2014, e com maturidade em outubro de 2024. Esta foi uma emissão em dólares.

Segundo o site do IGCP, confirmando uma notícia avançada pela Bloomberg, a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública pretende comprar parte dessas obrigações emitidas com um juro de 5,125%, explicando que o volume alvo a ser readqurido não foi pré-determinado, mas o objetivo é que não cubra a totalidade da emissão. 

Esta foi uma emissão de 4,5 mil milhões de dólares, naquela que tinha sido, então, a primeira transação em dólares desde 2010, e depois de completado o plano da troika. 

Agora, o IGCP quer recomprar parte dessas obrigações, mas não revela o montante disponível para adquirir.

Este leilão reverso (que é comprado ao menor preço) realiza-se um dia antes de dois leilões de Obrigações do Tesouro, com maturidade em outubro de 2030 e em abril de 2037. Estes leilões têm um montante indicativo global entre 750 milhões e 1.000 milhões de euros. 

Os leilões acontecem numa altura em que as taxas de juro a 10 anos de Portugal, no mercado secundário, estão a transacionar nos 0,303% e as de 15 anos nos 0,605%. Abaixo dos 10 anos, a "yield" nacional ainda negoceia em valores negativos.
Ver comentários
Saber mais IGCP dívida obrigações do tesouro
Outras Notícias