Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Jorge Fonseca de Almeida - Economista 25 de Maio de 2021 às 18:55

Despedida e agradecimento

Desejo ao Jornal de Negócios os maiores sucessos. Portugal precisa de uma imprensa forte, crítica e informativa. Portugal precisa de uma imprensa especializada na economia e nos negócios. Com opinião plural e apaixonada. Portugal precisa do Jornal de Negócios.

Esta é a minha última crónica semanal no Jornal de Negócios. Foi um agradável percurso de vários anos que agora termina. Um caminho trabalhoso que me permitiu desenvolver uma temática e aperfeiçoar, melhor ou pior, um estilo pessoal, sempre em diálogo com os leitores, que através dos comentários, mas acima de tudo com o número de partilhas e visualizações me foram guiando.

 

Nesta hora são devidos agradecimentos múltiplos que procurarei fazer sem esquecer de ninguém. Desde logo ao Eng. Paulo Fernandes a quem devo a oportunidade inicial. Sem ele nada teria sido possível.

 

Agradecimento aos vários diretores do Jornal que se foram, naturalmente, sucedendo ao longo do tempo, da Helena Garrido à atual diretora Diana Ramos. Com a maioria deles nunca cheguei a trocar uma única palavra. Mas todos me deram o maior apoio que é possível: a liberdade de escrever a minha opinião sem restrições, recados ou censuras.

 

Agradecimento à Elisabete Monteiro, que nunca vi pessoalmente, meu elo de ligação ao Jornal, pela sua eficiência, atenção e profissionalismo.

 

E, acima de tudo, agradecimento aos leitores pela sua dedicação, pela sua preferência, pela divulgação dos meus artigos (alguns tiveram milhares de partilhas).

 

Um Doutoramento tardio em curso, solicitações profissionais, colaborações dispersas na comunicação social, empenhamento cívico em diversas causas, casaram-se com uma reestruturação do Jornal de Negócios para por fim a este projeto. Na altura certa para todos.

 

Na era da informação uma imprensa portuguesa ativa e sólida é essencial. Na comunicação social os modelos de negócio tradicionais estão a esgotar-se mas novos estão a emergir. Como sempre é uma batalha pelos leitores, agora dispersos por novos e diversos canais.  

 

Desejo ao Jornal de Negócios os maiores sucessos. Portugal precisa de uma imprensa forte, crítica e informativa. Portugal precisa de uma imprensa especializada na economia e nos negócios. Com opinião plural e apaixonada. Portugal precisa do Jornal de Negócios.

 

Despeço-me, pois, de todos com amizade e até sempre.

Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio