O forte ataque dos ursos e o ressalto esperado

O mercado tem tudo para ter agora alguns dias de subida, veremos se este prognóstico estará correcto.
Jornal de Negócios
pub
Ulisses Pereira 10 de setembro de 2018 às 10:54

Na semana passada, neste mesmo espaço de opinião, antevia a forte possibilidade de Setembro trazer movimentos fortes. E o arranque do mês mostrou bem isso, com a bolsa portuguesa com quedas fortes e sucessivas, mostrando que os ursos estão a lutar para colocar um ponto final na sua hibernação.
Na maior parte das sessões, foram poucas as acções que escaparam às quedas, num movimento de pressão vendedora generalizada, incluindo acções que já se encontravam em "bear market" e outras cuja tendência tem sido claramente ascendente.
Nesta altura, o PSI encontra-se num momento muito interessante. O facto de se encontrar junto à zona de suporte entre os 5.200 e os 5.300 pontos, bem como a situação "sobrevendida" do principal índice português, faz com que acredite ser bastante provável que esta semana seja de subidas.
Apesar de esta ser uma importante zona de suporte, aquela que considero ser a fronteira entre o "bull" e o "bear market" situa-se entre os 5.000 e os 5.100 pontos. Caso seja quebrada, será um grande sinal de força dos ursos e não hesitarei em despir o meu fato de touro. Mas - sublinho - apesar das quedas acentuadas, ainda não houve um sinal técnico de fraqueza verdadeiramente relevante para me fazer alterar a minha posição.
Não creio que isso esteja em discussão na próxima semana. O mercado tem tudo para ter agora alguns dias de subida, veremos se este prognóstico estará correcto e, sobretudo, o que se seguirá depois. Aí sim, voltaremos a ter esta acesa batalha pela sobrevivência deste "bull market".


Nem Ulisses Pereira, nem os seus clientes, nem a DIF Brokers detêm posição sobre os activos analisados. Deve ser consultado o disclaimer integral aqui


Analista Dif Brokers
ulisses.pereira@difbroker.com


(comente aqui o artigo de Ulisses Pereira)

pub