Trading Impresa dispara mais de 8% com subida nas audiências da SIC

Impresa dispara mais de 8% com subida nas audiências da SIC

As ações da Impresa acumulam um ganho de 44% em 2019, o melhor desempenho entre todas as cotadas portuguesas este ano. A SIC alcançou em janeiro o melhor resultado em 14 anos.
Impresa dispara mais de 8% com subida nas audiências da SIC
O Programa da Cristina devolveu à SIC o primeiro lugar no horário da manhã
Liliana Pereira
Nuno Carregueiro 04 de fevereiro de 2019 às 15:13

A Impresa continua a beneficiar em bolsa com a subida da SIC nas audiências. Esta segunda-feira as ações da cotada estão a reagir aos números das audiências de janeiro, que representam para estação de televisão o melhor resultado em 14 anos.

 

As ações ganham 8,46% para 0,1974 euros, elevando para 44,7% a valorização acumulada deste ano, o que representa o melhor desempenho entre todas as cotadas portuguesas em 2019 (a Compta é a segunda com um ganho de 30%).

 

A cotação mais elevada da sessão de hoje está muito perto do máximo de outubro de 2018 fixado no final de janeiro, sessão em que as ações da Impresa chegaram a subir quase 17%, também em reação aos bons números das audiências da SIC.    

 

Apesar da forte subida das ações nas últimas semanas, o valor de mercado da Impresa é de apenas 33,2 milhões de euros. Isto porque os títulos desvalorizaram 60% em 2018.

 

Melhor resultado desde 2015

 

A Impresa revelou em comunicado, emitido após o fecho da sessão de sexta-feira, que a SIC "conquistou a liderança aos dias úteis do primeiro mês do ano, com 19,2% de 'share', o que já não se verificava desde março de 2005".

 

De acordo com o mesmo, a SIC foi também a estação líder em Portugal "desde que estreou a nova grelha, em 7 de janeiro de 2019, com um resultado de 18,9% de share até 31 de janeiro, em dados Live + Vosdal".

"É uma etapa importante de uma estratégia integrada", disse hoje o diretor-geral de entretenimento da Impresa, Daniel Oliveira, à Lusa.

 

No caso das manhãs, a SIC já não alcançava a liderança desde fevereiro de 2008, tendo sido o Programa da Cristina que devolveu ao canal agora de Paço de Arcos (deixou recentemente as instalações de Carnaxide) o primeiro lugar no horário.

 

"Este resultado é consequência direta da entrega e talento de todos os profissionais que trabalham na e para a SIC. Estou seguro que nada se altera no nosso grau de atenção, trabalho e detalhe para com todos os programas em antena", prosseguiu Daniel Oliveira.

 

TVI continua a liderar

 

Apesar do avanço da SIC nos canais generalistas, a liderança continua a pertencer à TVI. O diretor-geral de programas e antena da estação, Bruno Santos, manifestou-se "muito satisfeito" por o canal ter atingido em janeiro "150 meses consecutivos de liderança", um "número redondo" e "raro na Europa".

 

Em comunicado, a estação de Queluz anunciou hoje que "a TVI confirma a sua liderança, ao registar 19% de 'share' [audiência], chegando mesmo a aumentar a sua quota relativamente ao mês anterior, dezembro de 2018 (18,5%)", referindo que este resultado significa que a TVI "já conquistou 150 meses de vitórias no mercado português, um domínio que perfaz mais de 12 anos de liderança".

 

"São 150 meses consecutivos que nós ganhámos, é um número redondo" e que "é raro na Europa", afirmou Bruno Santos.



Conheça mais sobre as soluções de  trading online da DeGiro.

Marketing Automation certified by E-GOI