Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Angélica Freitas: A poesia serve para provocar uma dúvida

Começa assim: "porque uma mulher boa / é uma mulher limpa / e se ela é uma mulher limpa / ela é uma mulher boa" e é um poema que faz parte do livro "Um útero é do tamanho de um punho", da poetisa gaúcha Angélica Freitas, eleito o melhor livro de poesia de 2012 pela Associação Paulista dos Críticos de Arte e finalista do prémio Portugal Telecom. A escritora brasileira, nascida em Pelotas, no Estado do Rio Grande do Sul, esteve em Lisboa durante a Festa da Literatura e do Pensamento da América Latina, que aconteceu nos jardins da Gulbenkian, no final de Junho. Ela faz poesia com muito humor e alguma acidez. Provoca. E ainda bem: "porque uma mulher braba / não é uma mulher boa / e uma mulher boa /é uma mulher limpa...".

Miguel Baltazar
Lúcia Crespo lcrespo@negocios.pt 18 de Julho de 2014 às 12:03
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A poesia começou muito cedo na minha vida, eu tinha uns nove anos e ganhei uma enciclopédia para crianças. O primeiro volume era só de poesia, e eu lembro-me de pegar aquele livro e de ler todos os poemas. E gostei tanto que comecei a escrever os meus em seguida. Fascinou-me o ritmo. As rimas. Os sons. Eu sou muito ligada à musicalidade da poesia. E, como eram poemas para crianças, tinham muito humor. E acho que esse humor continua comigo.

...

Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias