Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Generali/Tranquilidade corta 20% nos salários dos administradores

O conselho de administração da seguradora adquirida pelo grupo italiano decidiu reduzir voluntariamente o salário em 20% durante o ano de 2020, seguindo o exemplo da decisão tomada recentemente pela gestão de topo do grupo Generali.

Rui Neves ruineves@negocios.pt 22 de Abril de 2020 às 17:58
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

"Covid-19 – Conselho de Administração apoia combate à pandemia e corta a sua remuneração", lê-se na abertura de uma informação colocada na intranet dos colaboradores da Tranquilidade/Generali, a que o Negócios teve acesso.


Nessa informação, a administração da companhia revela que "aprovou, entre outras medidas, alocar fundos específicos para apoiar o combate aos efeitos do surto epidémico covid-19 e de recuperação da economia em Portugal".

 

E "reconhecendo a difícil situação causada pela covid-19, decidiu também reduzir voluntariamente o salário em 20% durante o ano de 2020, seguindo o exemplo da decisão tomada recentemente pela gestão de topo do grupo Generali", explica.

 

A administração liderada pelo português Pedro Carvalho recorda, a propósito, que, "recentemente, a Assicurazioni Generali SpA aprovou a criação de um Fundo Internacional Extraordinário com 100 milhões de euros destinado a apoiar o combate internacional à covid-19", adiantando que, "nas próximas semanas serão divulgadas algumas das iniciativas que serão lançadas em Portugal".

A Generali fechou a aquisição da Tranquilidade no início deste ano, depois de em julho do ano ano passado ter anunciado a chegada a um acordo com a Apollo para a compra da totalidade da Seguradoras Unidas por 510 milhões de euros e da AdvanceCare por outros 90 milhões. 

Ver comentários
Saber mais tranquilidade generali seguradora covid-19 salários
Outras Notícias