Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lisboa supera 3 mil casos em duas semanas. Há 13 concelhos com mais de mil infeções. Veja a situação no seu

O forte aumento na propagação da pandemia traduz-se em 13 concelhos terem superado o milhar de novos casos entre 23 de dezembro e 5 de janeiro. Em Lisboa registaram-se mais de três mil novos infetados. Veja no mapa como está o seu.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

Em 13 concelhos portugueses registaram-se mais de um milhar de novas infeções pelo coronavírus entre 23 de dezembro e 5 de janeiro, mais do dobro do que os seis municípios acima dos mil casos entre 14 e 27 de dezembro, revelou esta segunda-feira a Direção-Geral de Saúde (DGS).

O concelho de Lisboa, o mais populoso do país, reportou 3.327 novas infeções, uma forte subida face aos 2.252 contágios registados de 14 a 27 de dezembro.

Sintra, que é o segundo município com mais população, somou mais 1.851 infetados. Contudo, a incidência neste concelho foi de 473, enquanto em Lisboa cifrou-se em 653 casos por 100 mil habitantes, o que permitiu a Sintra manter-se no escalão de risco elevado, sendo mesmo o único da Área Metropolitana de Lisboa (AML) a não figurar nos dois escalões mais graves.

Ainda acima dos mil novos contágios em 14 dias estão os concelhos de Vila Nova de Gaia, Loures, Braga, Guimarães, Barcelos, Porto, Gondomar, Santa Maria da Feira, Cascais, Vila Nova de Famalicão e Oeiras.

Há 24 concelhos com mais de 50 novos casos por dia

No total são 24 os concelhos que superam os 700 contágios nestas duas semanas, o que corresponde a uma média de 50 novos casos diários.

Além dos 13 municípios acima do milhar de infeções, constam deste lote os concelhos de Almada, Amadora, Seixal, Matosinhos, Odivelas, Setúbal, Vila do Conde, Vila Franca de Xira, Leiria, Coimbra e Viseu.

...E 138 com pelo menos 100 casos em duas semanas

Em todo o país, 138 dos 308 concelhos registaram pelo menos 100 novos casos de infeção pelo coronavírus nas duas semanas que abarcam o Natal e Ano Novo.

E apenas em sete municípios, todos na Madeira e Açores, não se registou qualquer contágio durante este período.

Incluindo as ilhas há 57 concelhos em risco extremo
Face à classificação divulgada pelo Governo na quinta-feira, 7 de janeiro, e que vigora no atual estado de emergência que termina às 23:59 de dia 15, há mais um concelho em risco extremo.

O município açoriano de Vila Franca do Campo encontra-se no patamar de risco mais grave mas não constava da listagem divulgada, que apenas abrange os 278 concelhos de Portugal continental.

Em risco muito elevado não há nenhum concelho da Madeira ou Açores.

Já em risco elevado encontram-se dois municípios madeirenses e dois açorianos. 

Os restantes 25 concelhos das regiões autónomas estão todos em risco moderado.

Há cinco concelhos com mais de 2 mil casos por 100 mil residentes

O município alentejano de Mourão é o que apresenta a incidência mais elevada, com 3.347 casos por 100 mil habitantes entre 23 de dezembro e 5 de janeiro. Isto significa que um em cada 33 residentes deste concelho foram infetados nestes 14 dias.

Também acima dos três mil casos encontra-se o concelho de Mêda. No distrito da Guarda, aliás, metade dos 14 municípios estão em risco extremo.

Ainda acima dos dois mil casos por 100 mil residentes estão os concelhos de Fornos de Algodres, Miranda do Douro e Mora.

Ver comentários
Saber mais Lisboa DGS Direção-Geral de Saúde Sintra Madeira Açores concelhos casos
Outras Notícias