Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Morreram mais seis pessoas e número de novos casos covid-19 atinge máximo de 16 de julho

O número de novos casos nas últimas 24 horas é superior ao reportado ontem.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 13 de Agosto de 2020 às 15:09
  • Assine já 1€/1 mês
  • 10
  • ...
O número de vítimas mortais em Portugal devido ao novo coronavírus aumentou para 1.770, mais seis óbitos face a ontem, quando estavam contabilizados 1.764, anunciou a Direção Geral de Saúde (DGS) esta quinta-feira, 13 de agosto.

O número de óbitos está acima da média diária dos últimos sete dias (3,9) e compara com os três de ontem. Dos seis óbitos em 24 horas, quatro foram registados em Lisboa e Vale do Tejo e dois no Norte.

O número de infetados (casos confirmados) aumentou 0,61% para 53.548, o que representa 325 novos casos em 24 horas. Ontem tinha sido anunciado um aumento de 0,53% para 53.223 (278 novos).

O número de novos casos é o mais elevado desde 16 de julho e compara com a média diária dos últimos sete dias de 212. Nos últimos 14 dias Portugal acumulou 26 novos casos por 100 mil habitantes. Este indicador, muito utilizado internacionalmente para medir a propagação do vírus, agravou-se pelo segundo dia depois de ter vindo a descer de forma contínua nos últimos dias.

Mais de 200 casos em LVT e máximo de maio no resto do país

Na região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT) registaram-se 204 novos casos (um máximo de seis dias e contra 160 ontem), o que representa 63% do total de novos casos no país.

Fora de LVT registaram-se 121 novos casos, acima de ontem, tendo assim sido renovado o valor mais elevado desde 8 de maio.

Tendo em conta o número de infetados e de vítimas mortais, a taxa de letalidade manteve-se em 3,31%, o que corresponde ao valor mais baixo desde 15 de abril e compara com o pico de 4,37% registado no início de junho.

No que diz respeito aos doentes recuperados, existem agora  39.177 casos, mais 237 do que o reportado ontem (38.940).  

O número de casos ativos aumentou para 12.601, o que representa 23,53% do total de casos confirmados.



Menos doentes internados e nas UCI

Os dados da Direção-Geral de Saúde (DGS) indicam que dos mais de 53 mil casos confirmados, 358 estão internados em hospitais, menos nove do que na véspera (367).

No que diz respeito aos doentes internados nas Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), registam-se 39 pacientes, menos 1 do que na véspera.

Segundo o boletim diário da DGS, há 838 mortos no Norte, 625 na região de Lisboa e Vale do Tejo, 253 no Centro e 22 no Alentejo. Os Açores registam 15 óbitos, o Algarve tem 17 falecidos e a Madeira continua sem vítimas mortais a lamentar.

Quase 750 mil mortos e mais de 20,6 milhões de infetados em todo o mundo

A pandemia do novo coronavírus causou pelo menos 749.973 mortos em todo o mundo desde o aparecimento da doença na China, em dezembro, segundo o balanço hoje às 11:00 TMG (12:00 em Lisboa) da agência France-Presse.

Mais de 20.666.110 casos foram diagnosticados em 196 países e territórios desde o início da epidemia, dos quais 12.347.300 foram considerados curados.

O número de casos diagnosticados só reflete, no entanto, uma fração do número real de infeções, já que alguns países testam apenas casos graves, outros fazem os testes para rastreio e muitos países mais pobres têm uma capacidade limitada de fazer testes.

Nas últimas 24 horas foram registados 6.721 mortos e 270.391 infetados em todo o mundo. Os países que registaram mais novas mortes nos seus balanços foram os Estados Unidos (1.429), o Brasil (1.175) e a Índia (942).

Os Estados Unidos são o país mais afetado tanto em número de mortos como de casos, com 166.027 mortes em 5.197.377 infetados, segundo os dados da Universidade Jonhs Hopkins. Pelo menos 1.753.760 pessoas foram consideradas curadas.

Após os Estados Unidos, os países mais atingidos são o Brasil, com 104.201 mortos em 3.164.785 casos, o México, com 54.666 óbitos (498.380 casos), a Índia, com 47.033 mortos (2.396.637), e o Reino Unido, com 46.706 mortos para 313.798 casos de infeção pelo novo coronavírus.

Entre os países mais afetados, a Bélgica é o que lamenta mais mortos em relação à sua população, com 85 mortes por 100.000 habitantes, seguida do Reino Unido (69), do Peru (66), da Espanha (61) e da Itália (58).

A China (sem os territórios de Hong Kong e Macau) regista oficialmente um total de 84.756 casos (19 nas últimas 24 horas), entre os quais 4.634 mortos e 79.398 recuperados.

A América Latina e as Caraíbas totalizavam às 12:00 de hoje 228.561 mortos em 5.821.886 casos, a Europa 214.604 mortos (3.433.581 casos) e os Estados Unidos e o Canadá 175.069 mortes (5.317.994 infetados).

A Ásia registava 75.896 mortos (3.709.662 casos), o Médio Oriente 31.180 óbitos (1.283.130 infetados), a África 24.269 mortos (1.075.466 casos) e a Oceania 394 óbitos para 24.391 casos de infeção.

O balanço foi realizado a partir de dados recolhidos pelas delegações da AFP junto das autoridades nacionais competentes e de informações da OMS.

Ver comentários
Saber mais Covid-19 coronavírus DGS boletim diário
Outras Notícias