Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Pfizer aumenta meta de produção de vacinas para 2021 em quase um quarto

Anteriormente, a previsão da Pfizer e BioNTech era de produzirem 2 mil milhões de vacinas em 2021, o suficiente para imunizar mil milhões de pessoas. Agora, devem chegar aos 2,5 mil milhões de doses.

EPA
Negócios jng@negocios.pt 30 de Março de 2021 às 12:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A BioNTech e a Pfizer elevaram o objetivo em termos do número de vacinas a produzir em 2021. Esperam-se agora 2,5 mil milhões de doses, quase um quarto acima das primeiras perspetivas avançadas pela empresa.

"Estamos a ver um aumento na procura", afirmou o CEO, Ugur Sahin, numa entrevista, citada pela Bloomberg. "De momento preparámo-nos para produzir 2,5 mil milhões de doses, mas em princípio há margem para mais aumentos".

Esta vacina foi a primeira a receber a aprovação da parte da União Europeia e dos Estados Unidos. Anteriormente, a previsão da Pfizer e BioNTech era de produzirem 2 mil milhões de vacinas em 2021, o suficiente para imunizar mil milhões de pessoas. Já no ano seguinte, o número estimado era 3 mil milhões de doses.

A BioNTech afirma que espera receber 9,8 mil milhões de euros em receitas pelos contratos de fornecimento referentes aos 1,4 mil milhões de doses inicialmente previstas, pelo que, à medida que mais contratos são assinados, as receitas deverão avolumar-se.

O CEO e a cofundadora da BioNTech, Ozlem Tureci, que é sua mulher e ocupa o cargo de responsável pela pasta da Medicina na empresa, revelaram que deverão utilizar os lucros obtidos com a vacina para fazer pesquisa também noutras áreas.
Ver comentários
Saber mais Pfizer BioNTech economia negócios e finanças trabalho Informação sobre empresas grandes empresas
Outras Notícias