Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Canadá suspende vacina da AstraZeneca em menores de 55 anos

O Canadá suspendeu esta segunda-feira a vacina da AstraZeneca para menores de 55 anos, após uma recomendação da Comissão Consultiva para a Imunização.

Negócios jng@negocios.pt 30 de Março de 2021 às 09:02
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

O Canadá vai deixar de administrar, temporariamente, a vacina da AstraZeneca/ Universidade de Oxford a menores de 55 anos. A decisão foi tomada esta segunda-feira após uma recomendação da Comissão Consultiva Nacional para a Imunização, que alega "razões de segurança". Os especialistas temem que a vacina aumente o risco de formação coágulos sanguíneos.

"Existe uma incerteza substancial sobre os benefícios de administrar a vacina da AstraZeneca contra a covid-19 a adultos com menos de 55 anos, devido aos riscos potenciais", afirmou Shelley Deeks, vice-diretora do Comité, citada pela imprensa internacional.


Os receios dos especialistas aumentaram após terem sido conhecidos dados provenientes da Europa, que sugerem que o risco de formação de coágulos sanguíneos é de um em cada 100 mil casos. Até agora, o risco considerado era de um em cada um milhão de casos.

 Segundo a organização canadiana, a maior parte das pessoas vacinadas com a AstraZeneca que desenvolveram coágulos sanguíneos são mulheres com menos de 55 anos. A taxa de mortalidade nestes casos é de 40%. Até ao momento, não foram reportados casos no Canadá. Na província de Ontário, a mais populosa do país, só maiores de 60 anos foram vacinados com a AstraZeneca.

Joss Reimer, um dos responsáveis pela task force de vacinação no Canadá, diz acreditar que os "benefícios da vacina, em todas as idades, ultrapassam os riscos". No entanto, os especialistas querem receber mais dados da Europa para avaliar "ao certo" o grau de risco.

Há duas semanas, a vacina da AstraZeneca esteve temporariamente suspensa em vários países europeus, incluindo Portugal, devido aos receios em torno da formação de coágulos sanguíneos. A vacinação foi retomada após a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) ter reafirmado que a vacina é segura e eficaz".

Ver comentários
Saber mais canadá astrazeneca vacina oxford covid-19
Outras Notícias