Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Cavaco Silva: “Seria um desastre total para a Grécia” sair do euro

Presidente da República acredita que Portugal está hoje numa “posição muito, muito diferente da Grécia”, com os juros no mercado a acompanhar: 2 a 3% para Lisboa, 20% para Atenas.

A carregar o vídeo ...
Isabel Aveiro ia@negocios.pt 11 de Fevereiro de 2015 às 12:44
  • Partilhar artigo
  • 22
  • ...

Aníbal Cavaco Silva defendeu esta quarta-feira, 11 de Fevereiro, que "era bom para a União Europeia que a Grécia continuasse na UE" e que "seria um desastre total para a Grécia se saísse do euro", tal como "defendem os economistas".

 

O Presidenta da República, que falou com os jornalistas à margem de um congresso em Lisboa. Quando questionado, afastou possíveis consequências para Portugal de uma eventual saída da Grécia da Zona Euro.

 

"Nós estamos nesse momento numa posição bastante favorável: hoje de manhã, as taxas de juro [da dívida pública] de Portugal estavam na ordem dos 2%-3%. Para a Grécia, ontem chegaram a atingir 20%", afirmou.

 

Cavaco Silva assegurou: "estamos numa posição muito, muito diferente da Grécia" hoje, depois de Portugal ter "cumprido" com "os seus compromissos" perante a troika.

 

"A economia portuguesa está neste momento a crescer, o desemprego está a diminuir e conquistámos a confiança dos mercados e das instituições internacionais", advogou.

 

"Noto que há um grande respeito por Portugal, com aquilo que Portugal fez", assumiu, e que, no exterior, há "muita admiração por aquilo que o povo português conseguiu fazer enfrentando uma situação extremamente difícil."

Ver comentários
Saber mais Cavaco Silva Grécia euro eurogrupo
Outras Notícias