Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Investimento imobiliário recua 54% na Área de Reabilitação Urbana de Lisboa

O investimento imobiliário na Área de Reabilitação Urbana (ARU) de Lisboa recuou 54% no segundo trimestre de 2020.

João Miguel Rodrigues
Negócios jng@negocios.pt 09 de Outubro de 2020 às 11:34
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Na ARU de Lisboa o investimento imobiliário totalizou, no segundo trimestre de 2020, 603,6 milhões de euros, provenientes da venda de 1.525 imóveis. Este valor fica 54% abaixo do primeiro trimestre do ano, em que foram transacionados 1.303 milhões de euros.

 

O número de imóveis adquiridos sofreu também uma quebra de 48%, sendo que no primeiro trimestre de 2020 foram vendidos 2.913 imóveis. Estes valores foram apurados pela Confidencial Imobiliário e incluem transações de todo o tipo de imóveis (desde prédios a frações) nos mais variados segmentos (residencial, comercial, serviços e terrenos).

 

Quanto ao montante médio por operação regista-se uma diminuição de 54.995 euros (-12%) no segundo trimestre face aos primeiros três meses do ano. Entre janeiro e março foram gastos, em média, 451.301 euros por operação, enquanto nos três meses seguintes esse valor caiu para 396.307 euros.

 

A habitação manteve-se, no segundo trimestre, como o setor de maior captação de investimento, agregando 529,9 milhões de euros (88% do total), seguido dos ativos de comércio/serviços, que movimentaram 56,3 milhões (9%). O segmento de comércio/serviços foi o mais atingido, registando uma queda trimestral de 76%, enquanto na habitação a diminuição do montante investido foi de 47%.

 

A freguesia de Santo António foi o principal destino dos investimentos no segundo semestre, movimentando 86,4 milhões de euros, mas registando ainda assim descidas. Esta tendência foi transversal a todo o território em estudo, com quedas trimestrais entre os 35% e os 58%.

 

 

Ver comentários
Saber mais Lisboa ARU imobiliário
Mais lidas
Outras Notícias