Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Oliveira Martins lembra Ernâni Lopes como um homem firme, leal e justo

O presidente do Tribunal de Contas lembrou o economista Ernâni Lopes como um homem admirável e como um governante de referência nos momentos mais duros.

Lusa 02 de Dezembro de 2010 às 14:34
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O presidente do Tribunal de Contas, Guilherme Oliveira Martins, lembrou o economista Ernâni Lopes, que hoje morreu, como um homem admirável e como um governante de referência nos momentos mais duros.

"Ernâni Lopes era um amigo próximo que muito admirava e cujo conselho e ensinamentos sempre me foram fundamentais", disse Oliveira Martins em declarações à agência Lusa.

Como governante foi referência em momentos muito difíceis, como professor foi um exemplo. Como português e europeu foi alguém sempre disposto a responder à chamada", afirmou o presidente do Tribunal de Contas que foi, tal como Ernâni Lopes, ministro das Finanças.

Ernâni Lopes morreu hoje, aos 68 anos, vítima de doença prolongada, no Instituto Português de Oncologia (IPO), em Lisboa, disse à Lusa fonte familiar.

"Era um homem de todas as estações, firme, leal e justo", lembrou ainda Oliveira Martins, afirmando que a mensagem de Ernâni Lopes continua actual.

"Fica o seu apelo a que acreditemos que o futuro de Portugal precisa de trabalho e união de todos", concluiu.

O corpo de Ernâni Lopes estará em câmara ardente na igreja das Mercês, em Lisboa, onde se vai realizar hoje uma missa de corpo presente.

Ernâni Lopes, que admitiu em 2006 sofrer de linfoma, era actualmente director e professor do Instituto de Estudos Europeus da Universidade Católica, além de sócio-gerente da consultora SaeR.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias