Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Parte financeira do plano de recuperação não será desenhada por Costa Silva

António Costa Silva defende a intervenção do Estado na economia, para evitar que esta entre "em coma" e para garantir a sobrevivência de empresas.

Bruno Simão
Negócios jng@negocios.pt 02 de Junho de 2020 às 10:08
  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...
António Costa Silva, o homem escolhido pelo Governo para desenhar o plano de retoma do país, esclarece que a parte financeira deste plano não será elaborada por si, mas adianta que um dos pontos dessa estratégia será o investimento no Sistema Nacional de Saúde (SNS). A informação foi revelada em entrevista à TSF, que está a ser transmitida esta terça-feira, 2 de junho.

"O plano financeiro não será desenhado por nós, mas um dos pilares do programa é o investimento no SNS, disse António Costa Silva, recordando ainda que as negociações e o plano final são da responsabilidade do Governo. O plano que está a desenhar é, assim, apenas uma "ajuda" ao país, sublinha.

Sem avançar quaisquer valores, uma vez que os números finais "ainda não são conhecidos", António Costa Silva frisou que não podem ser cometidos "erros do passado" e que, por isso, deve haver transparência na forma como os fundos disponíveis no âmbito deste plano de recuperação vão ser distribuídos. "Temos de fazer o trabalho de casa para que, quando o dinheiro chegar, seja bem direcionado, afirmou.

Durante a entrevista, o presidente da Partex voltou ainda a defender a importância da intervenção do Estado na economia. "Se o Estado não intervém na economia, a economia entra em estado de coma e há muitas empresas que desaparecem", salientou. Mas ressalvou: "Não devemos ter uma visão estatista da economia, mas, agora, o Estado é o último recurso".

Ainda assim, afirmou ser "um grande defensor dos mercados" e defendeu mesmo que Portugal deve aproveitar a atual crise para criar um novo mercado de capitais. "Se tivermos um mercado de capitais em que as empresas possam capitalizar-se, passaremos a ter cada vez mais empresas cotadas e teremos um sistema económico muito mais saudável", acredita.
Ver comentários
Saber mais antónio costa silva plano de recuperação económica
Mais lidas
Outras Notícias