Economia Portugal no topo dos países da UE que mais vinho exportam

Portugal no topo dos países da UE que mais vinho exportam

Portugal é conhecido internacionalmente pelo seu vinho e isso reflecte-se nos números do comércio internacional. Na União Europeia, Portugal está no topo das exportações, que são lideradas pela França.
Portugal no topo dos países da UE que mais vinho exportam
Inês Lourenço
Tiago Varzim 12 de novembro de 2018 às 14:21
Esta semana celebra-se o dia de Beaujolais Nouveau (vinho francês) e para comemorar o Eurostat divulgou esta segunda-feira, 12 de Novembro, os últimos dados disponíveis sobre a produção e a exportação de vinho na União Europeia. 

No total, os 28 Estados-membros venderam 14,6 mil milhões de litros de vinho, incluindo vinho de porto e espumante, em 2017. Portugal - sem surpresas - é um dos países que mais vinho produz e exporta. "Os grandes produtores de vinho estão em Espanha, Itália e França, seguidos por Portugal, Alemanha e Hungria", refere o gabinete de estatística europeu. 

Em termos de valor, as exportações de vinho na União Europeia atingiram 21,9 mil milhões de euros no ano passado. Deste valor, 9,1 mil milhões de euros (41%) foram encaixados por produtores franceses. Segue-se Itália com seis mil milhões de euros (27%) e Espanha com 2,9 mil milhões de euros (13%). Portugal surge em quinto lugar, depois da Alemanha. 

Em Portugal foram exportados 778 milhões de euros em 2017, o que representou mais um ano recorde para as empresas de vinhos. Em 2016 tinha ocorrido o primeiro recuo desta década no que toca às exportações de vinho.

França, Reino Unido, EUA e Alemanha são os principais clientes dos produtores nacionais. No total, as exportações intra-UE de Portugal correspondem a 443 milhões de euros. Os restantes 336 milhões de euros são extra-UE. 


O vinho produzido na UE tanto vai para fora como fica para consumo interno. Cerca de metade vai para os Estados-membros, principalmente para o Reino Unido (3,5 mil milhões de euros) e para a Alemanha (2,6 mil milhões de euros). 
Fora da Europa, o maior cliente continua a ser os Estados Unidos que é responsável por 32% das exportações extra-UE. Segue-se a China com 10%, a Suíça com 9%, o Canadá com 8% e o Japão com 7%. No total, são exportados 11,3 mil milhões de euros de vinho para fora da União Europeia. 

Mas também há o inverso, apesar de em menor grau. Os Estados-membros importaram de fora da Europa 2,6 mil milhões de euros no ano passado. 22% desse montante corresponde a vinho com origem no Chile, 22% na Austrália, 16% nos Estados Unidos e 14% na Nova Zelândia e na África do Sul.

Portugal importou 136 milhões de euros de vinho de outros Estados-membros e apenas um milhão de euros de vinho exterior à União Europeia.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI