Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Pequim pretende desmembrar Alipay e criar nova app para negócio de crédito

Fintech chinesa vai entregar os dados de utilizadores a nova joint-venture, parcialmente detida pelo Estado

Bloomberg
Diana do Mar dianamar@negocios.pt 13 de Setembro de 2021 às 10:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Pequim quer desmembrar a Alipay, a supre app com mais de mil milhões de utilizadores que é detida pelo Ant Group, de Jack Ma. A ideia será criar outra para o negócio altamente lucrativo de empréstimos da empresa, naquela que figura como a reestruturação mais visível do gigante tecnológico até ao momento.

Os reguladores chineses já deram ordens ao Ant Group para avançar com a separação dos seus dois negócios de crédito (Huabei, que é semelhante ao cartão de crédito tradicional; e o Jiebei, que concede pequenos empréstimos sem garantia) da restante oferta financeira, assim como com a entrada de acionistas vindos de fora. E, agora, segundo o Financial Times, as autoridades querem que os dois negócios sejam também separados numa app independente.

O plano vai também obrigar o Ant Group a entregar os dados dos utilizadores que sustentam as decisões de conceder empréstimos a uma nova joint-venture de crédito pessoal que vai ser parcialmente detida pelo Estado, indica o jornal, citando duas fontes.

"O Governo acredita que o poder monopolista das grandes tecnológicas vem do seu controlo de dados", pelo que Pequim "quer acabar com isso", afirmou uma das fontes, com relações próximas dos reguladores financeiros.

O gesto pode desacelerar o negócio de crédito do Ant Group, com o enorme crescimento da Huabei e Jiebei a impulsionarem, em parte, a planeada oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) no ano passado.

A CreditTech, que inclui as duas unidades, ultrapassou o principal negócio de processamento de pagamentos do Ant Group pela primeira vez no primeiro semestre de 2020, ao representar 39% das receitas do grupo.

De acordo com o mesmo jornal, a dimensão da unidade, que ajudou a emitir cerca de um décimo dos empréstimos não hipotecários ao consumidor do país no ano passado, surpreendeu os reguladores que temiam empréstimos predatórios e o risco financeiro.

Ver comentários
Saber mais Ant Group Alipay Jack Ma economia negócios e finanças economia (geral) regulamentação
Outras Notícias