Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

António Costa lamenta perda de "amigo de todos nós"

António Costa passou "um momento difícil" quando soube da morte de Jorge Coelho. O primeiro-ministro lamentou a morte de "uma força da natureza que ajudou a reerguer o Partido Socialista" na década de 90.

Pedro Sarmento Costa / Lusa
João Ruas Marques 07 de Abril de 2021 às 20:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Na sede do PS, e ainda em choque, António Costa lamentou a perda de "um amigo de todos nós e um camarada" que "conseguiu exprimir a alma socialista" como poucos, a quem deixou um "grande abraço".

Claramente conturbado e "em choque", António Costa relembrou Jorge Coelho como "um cidadão dedicado ao país, que serviu com grande dignidade".

Para António Costa, Jorge Coelho "não era só um camarada. Era um amigo de todos nós e todas as gerações socialistas. Poucos conseguiram exprimir tão bem aquilo que é a alma socialista". 

"O Jorge Coelho foi sobretudo um amigo de todos nós naqueles anos duros de oposição na década de 90. Uma força da natureza que ajudou a reerguer o Partido Socialista. Serviu o governo de forma exemplar em ambos os governos que integrou", acrescentou. 

O primeiro-ministro endereçou ainda as suas condolência à filha e mulher de Jorge Coelho.

Jorge Costa foi político, dirigente e ministro de dois governos socialistas.







Ver comentários
Saber mais Jorge Coeho António Costa PS morte
Outras Notícias