Ford recolhe 2 milhões de "pickups" devido a problema no cinto de segurança  

O problema foi detectado apenas nas F-150 vendidas no norte da América. O pré-tensor dos cintos de segurança pode gerar um incêndio quando activado.
Fotos: Bloomberg
pub
Negócios 06 de setembro de 2018 às 14:29

A Ford Motor anunciou esta quinta-feira que vai chamar às oficinas 2 milhões de "pickups" F-150, devido ao perigo de incêndio dos pré-tensores dos cintos de segurança naquele que é um dos veículos mais vendidos nos Estados Unidos.

Foram reportados 17 casos nos Estados Unidos e seis no Canadá relacionados com os pré-tensores dos cintos de segurança, embora nenhum deles tenha causado acidentes ou feridos.

 

O mecanismo do pré-tensor funciona em conjunto com o airbag e prende o cinto de segurança durante um acidente. A Ford detectou que, nos lugares da frente e quando accionado, o pré-tensor pode soltar faíscas que originem um incêndio, daí tenha decidido chamar os automóveis à oficina para resolver o problema.

A Ford vai substituir os pré-tensores dos lugares da frente nos modelos da pickup que foram fabricados entre 2015 e 2018. 1,62 milhões de veículos nos EUA, 340 mil no Canadá e 37.000 no México.

pub

A National Highway Traffic Safety Administration já estava a investigar os cintos de segurança da F-150, depois de ter recebido diversas queixas de utilizadores do veículo com a ocorrência de incêndios depois dos pré-tensores terem sido activados.

pub