Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Funcionários da Tesla têm de trabalhar 40 horas por semana no escritório "ou devem sair da empresa", ameaça Musk

Musk enviou um email aos colaboradores da Tesla, intitulado "o teletrabalho já não é aceitável", através do qual exigiu o regresso dos trabalhadores ao escritório. Esta não é a primeira vez que o empresário é envolto numa polémica relacionada com a gestão de recursos humanos.

Lusa/EPA
  • Partilhar artigo
  • 11
  • ...

Elon Musk enviou, alegadamente, um email aos colaboradores da Tesla, através do qual fez um ultimato: ou os funcionários trabalham durante 40 horas em regime presencial no escritório ou então devem abandonar a empresa.

 

A notícia foi avançada pela Bloomberg que cita um email enviado pelo empresário sul-africano, intitulado "o teletrabalho já não é aceitável". Na mensagem, Musk afirma que "qualquer pessoa que queira estar em teletrabalho [deve saber] que tem de estar a trabalhar em regime presencial no escritório pelo menos 40 horas por semana, ou deve sair da Tesla".

 

Na ótica do autodenominado "imperador de Marte", "o escritório não deve ser uma filial remota para o trabalhador que só trata de temas ligados aos recursos humanos, mas sim o centro principal de trabalho".

 

Até ao momento Musk não confirmou que o email citado é verdadeiro, no entanto, uma resposta do homem mais rico do mundo a um seguidor no Twitter parece indicar que se o email não é autêntico, pelo menos a notícia em causa representa a posição de Musk sobre a importância do regime de trabalho presencial.

 

Ao ser-lhe perguntado na rede social o que o multimilionário acha das pessoas para quem "trabalhar no escritório é um conceito antiquado", o CEO da Tesla respondeu: "estas pessoas devem fingir que trabalham noutro sítio".

 

Gestão de recursos humanos: o "calcanhar de Aquiles" de Musk

 

A forma como Musk lida com as questões relacionadas com a gestão de recursos humanos não é um tema novo tendo inclusive valido à Tesla a saída do índice ESG da Standard & Poor's.

 

Duas semanas antes do multimilionário ter anunciado a intenção de compra do Twitter por 44 mil milhões de dólares, o empresário de Silicon Valley, Keith Raboi, relatou que uma vez Musk viu um grupo de estagiários a circular pelos corredores da empresa enquanto esperavam para tomar café, tendo ameaçado demiti-los se os voltasse a ver sem fazer nada. O multimilionário chegou mesmo a mandar instalar câmaras para controlar os colaboradores.

 

Na China, há relatos, que devido aos vários confinamentos impostos por Pequim nos últimos dois meses para conter a nova vaga de covid-19, há vários colaboradores em várias fábricas da Tesla a dormir no chão e a trabalhar em turnos de 12 horas seis vezes por semana para garantir a continuidade da linha de produção.

Ver comentários
Saber mais Elon Musk Keith Raboi Tesla Twitter economia negócios e finanças trabalho política Informação sobre empresas Informação sobre empresas grandes empresas Elon Musk Keith Raboi Tesla Twitter economia negócios e finanças trabalho política Informação sobre empresas macroeconomia emprego grandes empresas
Outras Notícias