Automóvel Nissan quer vender um milhão de carros eléctricos por ano até 2022

Nissan quer vender um milhão de carros eléctricos por ano até 2022

A Nissan pretende vender um milhão de veículos eléctricos por ano até 2022, divulgou em comunicado a marca automóvel, esta sexta-feira.
Nissan quer vender um milhão de carros eléctricos por ano até 2022
Simon Dawson/Bloomberg
Raquel Murgeira 23 de março de 2018 às 14:57

A Nissan estabeleceu uma meta de vendas de um milhão de novos carros eléctricos por ano, até 2022. O plano da marca japonesa inclui o desenvolvimento de oito veículos puramente eléctricos e e a aposta no mercado chinês, numa tentativa de aumentar as vendas de carros eléctricos nos próximos anos, segundo a Bloomberg.

Uma meta que surge seis meses depois de a marca automóvel ter renovado o seu carro eléctrico, o Nissan Leaf. Este que já foi o carro eléctrico mais vendido no mundo está a tentar agora recuperar a liderança do mercado, face a  concorrentes como a Tesla.

"A nossa forte ofensiva na China vai começar este ano, liderada pelo Nissan EV, derivado da tecnologia Leaf, com um tipo de carroçaria adaptado ao gosto dos clientes chineses", disse Philippe Klein, director de planeamento da Nissan, citado na Bloomberg.

A Nissan vendeu um número recorde de 1,52 milhões de veículos na China o ano passado, o que compara com os 1,59 milhões de carros vendidos nos EUA, actualmente o seu maior mercado. No entanto, o mercado da China vai contribuir quase para um terço da receita da marca, um valor de 16,5 biliões de ienes (1,2 biliões de euros) até 2022, vindo a tornar-se no maior mercado para a Nissan. A marca quer ainda introduzir 20 modelos até 2022, na China, sendo que a venda de carros eléctricos vai representar 30% das receitas, de acordo com o comunicado da marca. 

A Nissan propõe também a incorporação de condução autónoma, a tecnologia ProPilot, em 20 modelos em 20 mercados até 2022, anuncia o comunicado da marca. 





pub