Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Startup Miio aposta em pagamentos pontuais e sem cartão para o carregamento de veículos elétricos

A startup portuguesa Miio lançou uma nova funcionalidade de pagamento de carregamentos de veículos elétricos, que dispensa cartões ou contrato de adesão a um serviço de um comercializador de eletricidade para a mobilidade elétrica.

Pixabay
Cátia Rocha catiarocha@negocios.pt 21 de Abril de 2021 às 11:49
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Chama-se Miio Pay e coloca o pagamento pelo carregamento de um veículo elétrico numa aplicação de smartphone. A startup portuguesa Miio, responsável pela funcionalidade, explica que desta forma será possível fazer o pagamento no ato do carregamento do veículo, em toda a rede pública - quase como abastecer um carro num bomba de combustível.

A Miio, que já conta com 27 mil utilizadores em Portugal, destaca que a aposta nesta nova solução tem como objetivo proporcionar uma maior "comodidade e transparência aos utilizadores de veículos elétricos".

Através desta funcionalidade, o condutor pode pagar o carregamento do veículo elétrico em mais de 2.000 postos da rede pública, no mesmo momento em que é feito o carregamento. De acordo com a startup, anteriormente o pagamento era feito mensalmente, de forma consolidada.

Além de pagar no momento de carga, há ainda outra diferença: não é necessário que exista um contrato ou adesão a um serviço de um comercializador de eletricidade para a mobilidade elétrica (CEME) - como a Galp ou EDP - ou sequer um cartão físico para carregamento. Os pagamentos são feitos através da aplicação para smartphone da Miio, com a indicação do valor a carregar, conclusão do pagamento e início do carregamento.

Por enquanto, esta funcionalidade só está disponível para utilizadores beta do serviço. A partir de 30 de abril estará disponível para o público em geral. A aplicação está disponível para Android e iOS, além de contar ainda com uma versão web.

"A miio Pay é mais um passo decisivo para proporcionar maior conveniência aos utilizadores de veículos elétricos. Quer se trate de um utilizador regular ou pontual, como um turista estrangeiro, com esta nova funcionalidade não existem contratos, cartões físicos ou compromissos de adesão a um comercializador", explica Daniela Simões, CEO da startup. "A nossa principal preocupação continua a ser a simplificação da transição de um veículo a combustão para um veículo elétrico: da mesma forma que um utilizador de um veículo a combustão vai a um posto abastecer o seu carro e paga no momento, com o miio Pay o mesmo é agora possível para os utilizadores de veículos elétricos."

Além da aposta em pagamentos pontuais, a aplicação Miio dá aos condutores outras funcionalidades, como a possibilidade de encontrar pontos de carregamento, saber qual a respetiva potência, se estão disponíveis e ainda qual o preço.
Ver comentários
Saber mais Startup Miio Miio Pay carregamento veículos elétricos app pagamentos mobilidade elétrica
Outras Notícias