Banca & Finanças Antigo administrador financeiro da EDP substitui Norberto Rosa no BCP

Antigo administrador financeiro da EDP substitui Norberto Rosa no BCP

Os acionistas do BCP escolheram Nuno Alves para integrar o Conselho de Remunerações e Previdência do banco.
Antigo administrador financeiro da EDP substitui Norberto Rosa no BCP
Nuno Alves vai regressar ao BCP, onde esteve até 2006.
Miguel Baltazar/Negócios
Nuno Carregueiro 29 de abril de 2019 às 18:59

Nuno Alves foi o nome escolhido pelos acionistas do Banco Comercial Português para ocupar a vaga deixada em aberto no Norberto Rosa no Conselho de Remunerações e Previdência do banco.

De acordo com a convocatória da assembleia geral de acionistas do BCP, que vai ter lugar a 22 de maio, os principais acionistas do banco (Fosun e Sonangol) propõem a eleição de "Nuno Maria Pestana de Almeida Alves vogal do Conselho de Remunerações e Previdência do banco, para exercer funções até ao termo do quadriénio em curso que é de 2018/2021".

Nuno Alves, de 60 anos, foi administrador financeiro da EDP entre março de 2006 e abril de 2018. Antes disso ocupou diversos cargos no banco agora liderado por Miguel Maya. Em 1988 ingressou na Direção de Planeamento e Estratégia do banco e quando saiu em 2006 era diretor-geral do banco.

Se for aprovado em AG, regressa assim ao BCP para substituir Norberto Rosa, que saiu para a Associação Portuguesa de Bancos (APB) numa altura em que o BCE não tinha ainda dado o "ok" para o ex-gestor da CGD exercer o cargo de administrador no BCP.

Nuno Alves não vai integrar o conselho de administração do banco, tendo sido definido que terá uma remuneração fixa de 50 mil euros por ano.  

O ex-administrador da EDP vai integrar uma comissão que é presidida pelos administradores não executivos Jorge Magalhães Correia, "global partner" da Fosun, maior acionista do BCP, e Ana Paula Gray.

Também na Assembleia geral de 22 de maio os acionistas do BCP vão deliberar sobre a nomeação de um novo administrador, que elevará para 17 o número de membros do conselho de administração.

Como já tinha anunciado o BCP, trata-se de Fernando Costa Lima, antigo administrador do BPI, que vai ocupar o cargo de vogal na comissão de auditoria do banco, que também ficou vago após a saída de Norberto Rosa.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI