Banca & Finanças Banco Popular prepara corte de três mil funcionários

Banco Popular prepara corte de três mil funcionários

O banco espanhol planeia reduzir em 20% o número de funcionários até ao final do exercício, segundo o Expansión.
Banco Popular prepara corte de três mil funcionários
Bloomberg
Negócios 21 de julho de 2016 às 10:07

O Banco Popular vai encerrar balcões e cortar o número de funcionários, segundo o jornal espanhol Expansión. Nos planos do banco está a redução de entre 2.500 a 3.000 funcionários, o equivalente a entre 16% a 20% do quadro de pessoal.

Uma das formas para avançar com esse processo é com um programa de reformas antecipadas, já que cerca de três mil funcionários do banco têm mais de 55 anos, refere o Expansión. Na reacção a esta notícia, as acções do banco espanhol valorizam 2,8% para 1,287 euros.

O banco espanhol teve de realizar um aumento de capital em Junho para conter o impacto dos activos problemáticos no balanço. A medida foi anunciada ao mercado no final de Maio e a operação foi de 2,5 mil milhões de euros. Na altura, e para cativar os investidores, o banco presidido por Ángel Ron anunciou que iria implementar um plano estratégico, para melhorar a rentabilidade e diminuir custos, não excluindo a redução de funcionários e o corte de balcões.

Na altura, questionado sobre se esse plano poderia ter impacto na actividade em Portugal, o Banco Popular Portugal referiu que "está a abrir novas agências à medida que o crescimento do mercado o exige, bem como a contratar colaboradores na mesma medida". Em Portugal, o Popular tinha, no final de 2015, 169 balcões e 1.162 colaboradores.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI