Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Brexit empurra sede da Ebury para Bruxelas

A "fintech" britânica quer contratar 25 a 35 pessoas até ao final deste ano.

Bruno Simão
Negócios jng@negocios.pt 02 de Abril de 2020 às 13:34
  • Partilhar artigo
  • ...
A Ebury vai transferir a sede europeia da empresa para Bruxelas, na sequência da saída do Reino Unido da União Europeia. A "fintech" britânica especializada no câmbio de divisas pretende, após esta mudança, aumentar a sua equipa, de forma a suportar a expansão durante este ano.

"Após uma análise aprofundada, por várias cidades europeias, o grupo escolheu Bruxelas como o destino para a sua sede. A capital belga passa a ser assim o centro financeiro da Ebury na União Europeia", pode ler-se no comunicado enviado às redações, esta quinta-feira, 2 de abril.

Até ao final deste ano, acrescenta o comunicado, o objetivo é "contratar entre 25 e 35 pessoas, em Bruxelas, que suportem a expansão da empresa".

Em termos mundiais, a sede da Ebury continuará a ser Londres. Mas, a partir de agora, será o centro em Bruxelas que irá liderar 12 dos escritórios espalhados pela Europa.

No ano passado, o Santander comprou 50,1% da Ebury, por 350 milhões de libras, um investimento que veio abrir portas à entrada da "fintech" em novos mercados. Ainda em 2019, Duarte Líbano Monteiro, diretor-geral da Ebury para Portugal e Espanha, avançava ao Negócios o objetivo passa agora pela América Latina, a começar pelo Brasil. Para já, a Ebury tem presença em 19 países.
Ver comentários
Saber mais ebury fintech brexit
Outras Notícias