Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Deco estranha coincidência de aumento das comissões dos bancos em Agosto

A associação de defesa do consumidor estranha o que diz ser o efeito de "réplica" de banco para banco e que denota pouca concorrência entre as instituições. E pede aos clientes que estejam atentos ao serviço de "homebanking".

Reuters
Negócios jng@negocios.pt 28 de Agosto de 2017 às 11:49
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...

A associação Defesa do Consumidor sugere que os bancos aproveitaram os meses de férias, em que os clientes "estão mais distraídos", para proceder a aumentos nas comissões.

"Nós notámos é que houve aqui um conjunto de alterações no mês de Agosto em diversas instituições bancárias. Nós destacamos pelo menos quatro entre as principais, Novo Banco, BPI, Caixa Geral de Depósitos e o agora designado EuroBic", disse em declarações à Antena 1, Nuno Rico, da Deco.

"Se calhar foi coincidência, ou talvez não," define o economista da associação.

Contudo, as subidas em três destas instituições já eram conhecidas há várias semanas. No início de Junho a Caixa Geral de Depósitos anunciou o aumento da comissão de manutenção das contas. E no final de Julho foi a vez do EuroBic.

Na semana passada o Eco dava conta do aumento de comissões no Novo Banco, sendo necessário ter pelo menos 35.000 euros em conta para ficar isento do seu pagamento, em vez dos 5.000 anteriormente estipulados.

À TSF, o economista alerta os consumidores para que consultem as mensagens de "homebankingo" com regularidade para se aperceberem de eventuais alterações no preçário e defende que os aumentos de comissões deviam ser comunicados por carta.

O responsável acrescenta que há um "efeito de réplica" dos bancos, levando a que as comissões se tornem parecidas, o que pode evidenciar falta de concorrência.

Ver comentários
Saber mais Deco comissões banca
Outras Notícias