Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fosun reforça no BCP para 27%

A Fosun já se tinha mostrado disponível para reforçar no capital do BCP, algo que já aconteceu, ainda que a fasquia dos 30% não tenha sido alcançada.

O BCP é uma das apostas dos especialistas para investir na bolsa lisboeta em 2018. A preferência justifica-se com o facto de a entidade liderada por Nuno Amado ser actualmente o único representante do sector financeiro no PSI-20, estando bem posicionado para beneficiar com a recuperação. 'O BCP é também um dos nossos favoritos neste momento', refere o 'research' do Bankinter. 'Após os esforços já realizados em matéria de provisões, o banco apresenta uma forte capacidade de normalização da sua actividade bancária, o que em conjunto com um provável reconhecimento de mais-valias com os títulos de dívida pública portuguesa deverá levar a surpresas positivas ao nível dos resultados', acrescenta.
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 27 de Março de 2018 às 17:38
  • Assine já 1€/1 mês
  • 10
  • ...
A Chiado, empresa através da qual a Fosun detém a participação no BCP, detém "uma participação de 27,06% do capital social do BCP, correspondente a 4.089.789.779 ações", revela o banco em comunicado emitido esta terça-feira, 27 de Março, para a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Esta participação corresponde a um reforço de posição face aos valores conhecidos. Em Setembro a Fosun reforçou no BCP de 23,92% para 25,16%, tendo nessa altura admitido o interesse em reforçar

A Fosun tem uma autorização, concedida pelo Banco Central Europeu (BCE), para ascender a 30% do BCP, uma fasquia que ainda não foi alcançada.

A segunda maior accionista do banco é a Sonangol. A petrolífera angolana detém 15% da instituição portuguesa, segundo os últimos dados oficiais, mas há notícias que dão conta que o investimento está já perto de 19% - só no relatório e contas do banco, ainda por revelar, é que será divulgado o valor exacto. De qualquer forma, a petrolífera angolana não pode superar os 20%, já que a autorização do BCE que o permitia caducou. 

Este anúncio foi revelado no mesmo dia em que a Fosun revelou os resultados de 2017. A empresa reportou lucros recorde de 13,16 mil milhões de renmimbi (cerca de 1.686 milhões de euros).




Ver comentários
Saber mais Fosun BCP banca
Outras Notícias