Comércio Vendas a retalho em Portugal desaceleraram pelo segundo mês

Vendas a retalho em Portugal desaceleraram pelo segundo mês

O ritmo de crescimento das vendas a retalho em Portugal voltou a abrandar em março, devido à subida menos expressiva das vendas de produtos alimentares.
Vendas a retalho em Portugal desaceleraram pelo segundo mês
Rita Faria 30 de abril de 2019 às 11:54

O crescimento das vendas a retalho em Portugal desacelerou, em março, pelo segundo mês consecutivo, sobretudo devido à evolução das vendas de produtos alimentares.

 

De acordo com os dados revelados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) esta terça-feira, 30 de abril, o volume de negócios no comércio a retalho subiu 4,2% em março, face ao mesmo mês do ano passado, o que traduz uma desaceleração face ao crescimento de 4,9%, em fevereiro e 5,6% em janeiro.

 

A desaceleração do índice total foi determinada pelo agrupamento de produtos alimentares, que desacelerou 2,6 pontos percentuais, acabando por anular a aceleração de 0,9 pontos percentuais do agrupamento de produtos não alimentares. As variações homólogas destes agrupamentos foram de 1% e 6,9% em março, respetivamente.

 

Em termos mensais, contudo, as vendas a retalho cresceram 1,2%, depois da quebra de 0,6% observada em fevereiro. Esta foi mesmo a maior subida mensal desde outubro (2,4%).

 

Segundo os dados do INE, tanto o emprego como as remunerações no setor aumentaram abaixo do volume de negócio, com subidas de 2,3% e 2%, respetivamente, face a março de 2018.

 

Olhando para o total do primeiro trimestre deste ano, as vendas a retalho subiram 4,9% em termos homólogos, depois do crescimento de 5% registado nos últimos três meses de 2018.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI