Desporto Chumbado plano de recuperação da Boavista SAD

Chumbado plano de recuperação da Boavista SAD

O Tribunal da Relação do Porto chumbou o plano de recuperação por via extrajudicial da SAD do clube, alegando que foi concluído fora do prazo, adianta o Jornal de Notícias desta quarta-feira, 1 de Março.
Chumbado plano de recuperação da Boavista SAD
Negócios 01 de março de 2017 às 09:16

A SAD do Boavista viu o seu plano de recuperação chumbado pelo Tribunal da Relação do Porto, alegadamente por ter sido concluído fora do prazo legal. Fica em causa a recuperação da sociedade anónima desportiva e ficam em aberto novas acções judiciais de cobrança de dívidas, segundo o JN.

 

No limite, o processo pode acabar com a liquidação da empresa, numa insolvência pretendida por credores minoritários. Mas a SAD do Boavista não concorda com a avaliação dos juízes e recorreu para o Supremo Tribunal de Justiça, defendendo a validade do acordo conseguido através do SIREVE (Sistema de Recuperação de Empresas por via Extrajudicial) junto do IAPMEI.

 

O JN recorda que o acordo foi iniciado em 1 de Agosto de 2013 e concluído a 7 de Fevereiro de 2014, tendo contado com o apoio de credores com um peso de 82,32% nas dívidas do clube, que ascenderão a 40 milhões de euros.

 

A SAD do Boavista pediu depois, ao Tribunal do Comércio de Gaia, para não considerar os restantes credores e homologar o plano. A estratégia foi aceite, só que 31 credores recorreram para a Relação do Porto, que invalidou o plano, aprovado pelo IAPMEI fora do prazo.

 

Contactado pelo JN, Diogo Braga, administrador da SAD, salientou que "o atraso nada tem a ver com o Boavista" e culpou as entidades públicas envolvidas, "que demoraram a responder". 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI