Desporto Conselho directivo do Sporting diz não estar apegado ao poder e alerta para "perigos" futuros

Conselho directivo do Sporting diz não estar apegado ao poder e alerta para "perigos" futuros

A direcção sustenta que qualquer medida perturbadora do normal funcionamento do clube e da SAD põe em causa o futuro "quer para o clube quer para a SAD".
Conselho directivo do Sporting diz não estar apegado ao poder e alerta para "perigos" futuros
reuters
Lusa 24 de maio de 2018 às 14:02
O conselho directivo do Sporting, liderado por Bruno de Carvalho, disse esta quinta-feira, 24 de Maio, que os seus membros não estão apegados aos lugares, não renunciam e que qualquer alteração põe em causa os objectivos do clube e da SAD.

O conselho directivo diz existirem objectivos a concretizar, como o "lançamento de um primeiro empréstimo obrigacionista em Junho; assinatura do contrato jurídico da melhoria da reestruturação financeira; venda e compra de passes de jogadores de e para o plantel do futebol profissional; emissão de um segundo empréstimo obrigacionista em Novembro".

A direcção sustenta que qualquer medida perturbadora do normal funcionamento do clube e da SAD põe em causa o futuro "quer para o clube quer para a SAD", e apela aos associados e accionistas para os 'perigos' de um agendamento "precipitado" de uma Assembleia Geral para discutir a continuidade do conselho directivo.

O comunicado é subscrito pelos membros da direcção ainda em funções, nomeadamente Bruno de Carvalho, Carlos Vieira, Rui Caeiro, José Quintela, Alexandre Godinho, Luís Roque e Luís Gestas.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI