Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sporting SAD encaixa 65 milhões com titularização dos direitos de transmissão televisiva

A Sporting SAD celebrou um acordo para a titularização dos direitos de transmissão televisiva encaixando 65 milhões de euros. A SAD não indica qual foi a entidade com que foi assinado.

Negócios jng@negocios.pt 20 de Março de 2019 às 18:16
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

A Sporting SAD celebrou um acordo para a titularização dos direitos de transmissão televisiva encaixando 65 milhões de euros, indicou esta quarta-feira, 20 de março, a sociedade anónima desportiva "leonina" em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

De acordo com o documento, o encaixe financeiro destina-se a "substituir passivos, financeiros e não-financeiros".

Os créditos cedidos "servirão para colateralizar a emissão de obrigações titularizadas até ao reembolso integral das mesmas", assinala a SAD.

Os créditos em questão respeitam aos direitos de transmissão televisiva e multimédia, de exploração da publicidade no estádio de Alvalade, os direitos de distribuição da Sporting TV e os direitos de patrocinador principal celebrado no final de dezembro de 2015 com a Nos.

Apesar de não identificar a entidade com quem acordou a titularização, o Eco noticiou que se trata do fundo norte-americano Apollo, dono das Seguradoras Unidas (Tranquilidade e Açoreana). 

No final de fevereiro, a Sporting SAD advertiu os investidores para a insuficiência do fundo de maneio e saldos de caixa para cobrir as suas necessidades nos próximos 12 meses. O alerta consta do prospeto de admissão de negociação de 28 milhões de ações da sociedade desportiva.

 

De acordo com os riscos identificados no prospeto, as necessidades de fundo de maneio são estimadas em "cerca de 65 milhões de euros, dos quais 41 milhões de euros até 30 de junho de 2019". "Estimamos que a insuficiência de recursos se manifeste no final de abril de 2019", assinalava ainda o documento.


Para fazer face a estas necessidades, a SAD indicava pretender concluir, em março,  uma operação de titularização de créditos relativos ao contrato de cedência de direitos de transmissão televisiva celebrado com a Nos, explicou o Sporting, através do propeto. Esta operação, referia a sociedade anónima desportiva, permitiria, só por si, "suprir as necessidades de fundo de maneio dos próximos 12 meses".

 

Antes disso, no dia 22 de fevereiro, a administração da SAD, liderada por Frederico Varandas, deu uma conferência de imprensa onde explicou a situação delicada em que se encontra. Salgado Zenha, vice-presidente e administrador da SAD leonina com o pelouro financeiro, disse na altura em que esta equipa de gestão encontrou "um clube numa situação de tesouraria difícil" e que herdaram "uma dívida a fornecedores até junho de 2019 de mais de 40 milhões, a maior parte é com clubes e agentes."

Também as SAD de Benfica e FC Porto recorreram à titularização de créditos apresentando como garantias a cessão dos direitos televisivos para antecipar receitas.

(Notícia atualizada às 18:36 com mais informação)

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias